A limpeza e conservação dos dentes ficou mais fácil

Incrível como as pessoas dão importância para seus dentes atualmente. Todos ficam mais bonitos e podem sorrir à vontade, afinal, sorrir é bom, ficar alegre é ótimo. A boa escovação é primordial no processo da conservação. E caso existam problemas a odontologia está bem avançada. E se o caso for mais grave com perda do dente os implantes estão com tudo. E se cair nas mãos de um bom dentista o sucesso estará garantido. Precisa tomar certos cuidados, sei de alguém que apresentava problemas de periodontia em 2 dentes e o dentista ansioso para colocar implantes (são caros) identificou a necessidade de tirar os 2 dentes. E vai tirar os dentes, o dentista precisou colocar o joelho no braço da cadeira para retirar. Gosto dos dentistas que tentam manter os dentes o máximo possível e somente retiram em casos extremos.

Então a ordem é conservá-los utilizando o fio dental e escovas interdentais, se necessário. Caso tenha problemas de afta ou durante utilização de aparelhos, principalmente fixo, o produto indicado é da Weleda: Mirra Rathânia. Ele mantem a assepsia bucal e evita ou elimina as aftas. O produto é excelente mas não é permitido vender no Brasil. Você encontra na América do Norte, Argentina e com maior facilidade na Alemanha. Sempre tenho o meu ao meu lado:

Elixir Dentífrico de Ratânia – Weleda

 

 

A Weleda também tem excelentes cremes dentais, estes a venda no Brasil:

CREME DENTAL DE RATÂNIA

E para crianças:

GEL DENTAL INFANTIL

E as escovas de dente?

Até pouco tempo atrás  no Brasil a melhor e única era a Curaprox, importada da Suiça. Aprovadas por inúmeros dentista de vários países e realmente uma ótima escova com cerda muito macias e coloridas:

CS Smart

  • Suaves e não traumáticas: graças às cerdas CUREN®
  • Eficácia total na limpeza por causa da grande quantidade de cerdas
  • A cabeça compacta, ligeiramente inclinada, e o cabo oitavado ajudam a escovar no ângulo correto, garantindo uma melhor limpeza.

 

A Curaprox reinava absoluta até que para nossa alegria a Colgate trouxe uma escova com cerdas extremamente macias para o Brasil, já vendidas em outros países como o Canadá (faz tempo).

Experimente as 2 para verificar na pratica com qual você se adaptará com mais facilidade. No meu caso já estou preferindo a Colgate, esperando que seja sempre vendida por aqui. Ela pode ser preta uma clara.

Escova Dental Colgate SlimSoft™

Escova Dental Colgate SlimSoft™

Escova dental ideal para pacientes que precisam de uma limpeza profunda e delicada.

CARACTERÍSTICAS DO PRODUTO

BENEFÍCIOS DO PRODUTO

Cerdas macias
Maior conforto na limpeza
Cerdas com pontas 17x mais finas
Acesso sub-gengival 6 vezes melhor
Cabo emborrachado
Maior conforto e melhor controle

E o creme dental?

Indico o da Weleda apresentado acima.

Agora, se tiver problema no esmalte (quem chupa muitas laranjas e frutas acidas) ou dentes amarelados utilize um produto que está nas prateleiras desde 2014. É o Regenerate da Unilever.

Regeneração Potencializada

O exclusivo Serum Potencializador aumenta a eficácia do Creme Dental Avançado em 43%, maximizando o poder de regeneração do esmalte, mesmo em locais de difícil acesso como entre os dentes.

Graças à tecnologia NR-5™ e ao flúor em sua formulação, o Serum Potencializador ajuda a proporcionar uma proteção direcionada para seus dentes contra os efeitos da erosão do esmalte e de ataques ácidos.

Regenerate boosting serum strengthens teeth enamel

E agora também o creme dental para uso diário:

Advanced Regenerate toothpaste for enamel repair

Limpeza prática

Para limpar a sua casa com facilidade utilize o Mop Spray.

Mop Spray Scotch-Brite

Mop_Spray_Detalhe.jpg

Varre, Limpa e Seca em uma única tarefa. Para limpeza úmida, dilua o químico de sua preferência e acione o gatilho. Pode ser aplicado em todos os tipos de pisos, como cerâmica, porcelanato, madeira e laminados. O refil de algodão pode ser lavável a mão ou em máquina de lavar. Com o Mop Spray suas mãos ficam longe da sujeira e dos produtos químicos e a sua casa fica limpa em menos tempo.

Benefícios

  • Varre, Limpa e Seca em uma única tarefa.
  • Exclusiva garrafa para adicionar o produto químico
  • Suas mãos ficam longe da sujeira e dos produtos químicos e a sua casa fica limpa em menos tempo.

 

Homeopatia, o tratamento perfeito para sua saúde

Hahnemann, o pai da Homeopátia

Christian Friedrich Samuel Hahnemann

Nasceu em 1755, na cidade de Meissen na Alemanha, internacionalmente conhecida pela produção de porcelanas (porcelana de Meissen). É uma cidade de aproximadamente 35 000 habitantes perto de Dresden, às margens do rio Elba.

g3

g1

g2

O pai de Samuel Hahnemann foi muito importante em sua vida. Foi um pintor de porcelana e conhecia também por mérito próprio pintura em tela.

g5

g4

 

Seu Pai era um profundo observador da vida e conhecedor da verdadeira nobreza. Sempre aconselhava a Samuel para não ser orgulhoso e viver na simplicidade. Samuel confessou que a vida e atitudes do Pai foram o grande exemplo de sua vida e não o que ele falava.

Em 1784, nas suas andanças e mudanças, com a família que formou, Hahnemann esteve num período conturbado em Dresden onde se encontrou com Lavoisier, o grande e inovador químico. Ele obteve permissão para assistir palestras de Lavoisier que colocavam fogo na ciência. Seu livro, Notas sobre o flogisto – teoria da incineração e da calcificação estava bombando. O desmoronamento da teoria de G. E. Stahl sobre o elemento flogisto estava consumado, pois as indagações sobre esta teoria principalmente levantadas por Lavoisier após experiências, concluiu que o flogisto não era uma substância em si, mais uma essência que fluía de elemento para elemento. Após anos de estudos, Lavoisier derrubou definitivamente a teoria do flogisto, ele conciliou a descoberta acidental do oxigênio feito por Joseph Priestley com seus estudos, chegando à conclusão de que o elemento participante da combustão estava no componente da atmosfera (o ar em si) juntamente com o material, e não em uma essência que todos os materiais continham – elemento batizado de oxigênio. Essas e outra de Lavoisier impressionaram Hahnemann.

Hahnemann parte para Leipzig, em 1789, onde ele decide não mais exercer a Medicina tal como lhe ensinaram. Para assegurar sua subsistência ele torna-se tradutor cientifico. Nessa ocasião ele refugia-se no estudo de autores antigos: Hipócrates, Paracelso ,Helmont, Stahl e Haller. Além de Lavoisier ele foi contemporâneo de Beethoven e Goethe

Com 1789 ele não aguentava mais esperar para tratar os doentes, sentia-se deprimido. Logo depois, numa das traduções que fazia não concordou com as propriedades da Quinina (substância natural retirada da casca da planta medicinal Cinchona calisaya ou Quina-amarela, utilizada para complementar o tratamento da malária, eliminando o vírus da doença). Nesse momento decide experimentar a ação desta substância nele mesmo e logo os sintomas de um estado febril intermitente idêntico ao das febres que são curadas por essa mesma substância aparecem . Faz experiências com o Mercúrio, a Belladona – constatando a antiga lei da semelhança.

Em 1796 ele cria a Homeopatia. Em 1810, publicou: “O Organon da Arte de Curar”. Nessa época José Bonifácio de Andrada e Silva (o Patriarca da Independência do Brasil) conheceu a teoria homeopática através de cartas que trocou com Samuel Hahnemann. José Bonifácio era um grande naturalista e desenvolvia a arte da mineralogia. Hahnemann apresentou-lhe a Homeopatia, divulgando sua ciência para o mundo todo.

Hahneman foi professor da Universidade de Leipzig, onde suas aulas lotavam as salas, provocando revolta e hostilidade.  Mudou de cidade, onde lançou mais tarde o “Tratado das Doenças Crônicas”, sua obra mais contestada. E tratou doentes vindos de toda Europa, mas perdeu a esposa e filhas. Em 1835 casou-se com Marie-Melanie D’Hervilly que o levou para Paris, onde obtém um grande sucesso. E foi um impulso grande para a Homeopatia. Em 1843 com a idade de 88 anos, Hahneman morreu em Paris.

Em 1840, Benoit Jules Mure que trabalhou com Hahnemann, mais conhecido com Bento Mure, veio ao Brasil onde clinicou e difundiu a Homeopatia. O ensino da Homeopatia começou em 1918 com um decreto que reconhecia o Instituto Hahnemanniano do Brasil, como uma entidade de utilidade pública. Em 1952 foi tornado obrigatório o ensino da Farmacotécnica Homeopática em todas as faculdades de farmácia do Brasil. Mas o desenvolvimento mesmo foi a partir de 1942. E nos anos 60 graças ao trabalho do Dr. David Castro, a Homeopatia recomeçou a se desenvolver seriamente.

Em 1980, reuniram-se à Rua Olavo Egídio, 379, no bairro de Santana, em São Paulo entre outros, os médicos A. A. Rezende Filho, A. Brickimann, David Castro, George W. Galvão Nogueira e ainda com a presença de homeopatas, com a finalidade de inaugurarem a Farmácia Homeopática “Bento Mure”, um sonho antigo de David Castro que se realizava, sendo esta a sua última colaboração à homeopatia ao lado do Dr. Galvão, pois faleceria logo em seguida. Você pode visitar a Farmácia Bento Mure que ainda funciona na Olavo Egídio (altíssima qualidade) –  em Santana, zona norte da cidade de São Paulo.

g7

Organon, de Hahnemann – trechos

O Organon de Hahnemann é a mais elevada concepção da filosofia médica, cuja interpretação prática fará brotar uma fonte imensa de luz que guiará o médico por meio da lei da Cura a um novo mundo em terapêutica. William Boericke

g6

Resta ver se os médicos, que pretendem agir honestamente para com a sua consciência e o seu semelhante, vão apegar-se à teia perniciosa de conjecturas e caprichos ou abrirão os olhos à verdade salutar. Devo advertir o leitor de que indolência, apego ao conforto e obstinação excluem do altar da verdade o serviço eficiente e somente isenção de preconceitos e zelo incansável qualificam para o mais sagrado de todos os misteres humanos – a prática do verdadeiro sistema médico. O médico que nesse espírito inicia seu trabalho assimila-se diretamente ao divino Criador, cuja criatura humana ajuda a preservar e cuja aprovação o torna três vezes bendito. Os médicos são meus irmãos – nada tenho pessoalmente contra eles – e a arte médica é o meu objetivo. Cabe-me indagar se a medicina, como até aqui ensinada, procedeu das ideias, ilusões e fantasias de seus professores ou derivou da natureza. Se meramente o produto de sutilezas especulativas, máximas arbitrárias, práticas tradicionais e deduções caprichosas, ela é e permanece uma nulidade, conte com milhares de anos e ostente condecorações de todos os reis e imperadores da terra.

A verdadeira arte de curar é, por natureza, pura ciência experimental. Pode e deve repousar em fatos claros e fenômenos perceptíveis, pertencentes à sua esfera de ação, pois todos os elementos de que trata são clara e satisfatoriamente cognoscíveis pelos sentidos, através da experiência. O conhecimento da doença a tratar, o conhecimento dos efeitos dos medicamentos, como empregar esses efeitos, verificados, das drogas, na remoção das doenças – tudo isso só a experiência adequadamente ensina. Seus elementos só podem derivar de experiências e observações puras. Ela não ousa dar um simples passo fora da esfera de experiências e experimentos puros e bem observados, evitando tornar-se uma nulidade, uma farsa.

A escola antiga tinha as matérias alteradas pela enfermidade como a causadora de doenças, tanto as que causavam inchaço, como as substâncias anormais que se segregam, pelo menos por sua suposta reação como mantenedor de doença e o faz até hoje. Fundada nesta crença, operava todos os esforços possíveis para expulsar do corpo enfermo, o que se supunha serem as causas materiais; imaginava–se assim que se produziria cura segura, agindo sobre as causas.

Pressupondo, como não podemos duvidar, que nenhuma das doenças – se estas não foram produzidas por substâncias totalmente indigeríveis ou de outro modo muito nocivas, que chegaram aos primeiros caminhos ou em outras aberturas e cavidades do corpo, por corpos estranhos que penetravam na pele etc. – que em suma, nenhuma doença tem por base uma substância material, mas que cada uma delas é apenas e sempre uma perturbação dinâmica especial e virtual do estado geral; como não deve parecer fora de propósito aos olhos de qualquer homem sensato

Se a doença tiver sido contraída recentemente, ou no caso de uma afecção crônica, há algum tempo atrás, por alguma causa evidente, então o paciente – ou pelo menos os seus amigos e parentes interrogados em segredo, mencioná-la-ão espontaneamente por impulso próprio, ou após cuidadoso interrogatório. Quaisquer causas de caráter desagradável, que o paciente ou seus parentes não queiram confessar, pelo menos voluntariamente, o médico deve procurar deduzir guiando sabiamente suas perguntas, ou tomando informações particularmente. Durante o exame do estado de males crônicos, as circunstâncias peculiares do paciente, quanto a suas ocupações habituais, seu modo de vida, sua dieta, sua situação doméstica etc., devem ser considerados e examinados, a fim de se saber o que há neles que possa tender a produzir ou manter o mal, para que se possa promover o seu restabelecimento

Em nenhum caso sob tratamento é necessário e, portanto, permissível administrar a um paciente mais de uma única e simples substância medicinal de uma vez. É inconcebível possa existir a menor dúvida quanto ao que é mais de acordo com a natureza e mais racional, prescrever um único, simples medicamento bem conhecido (*) de cada vez em uma doença, ou a mistura de diversas drogas. Não é absolutamente permissível em Homeopatia, a única verdadeira, simples e natural arte de curar, dar ao paciente duas substâncias medicinais diferentes de uma vez…

A fim de obter da melhor maneira esse desenvolvimento da potência, uma pequena parte da substância a ser dinamizada, por exemplo, um grão é triturado durante três horas com três vezes cem grãos de açúcar de leite, de acordo com o método descrito até à milionésima parte em forma pulverizada. Por motivos que damos abaixo, um grão desse pó é dissolvido em 500 gotas de uma mistura de uma parte de álcool para quatro de água destilada, da qual se põe uma única gota em um frasco. A isto acrescentam-se 100 gotas de álcool bom, sacudindo-se 100 vezes o frasco, arrolhado, com a mão contra um corpo duro, porém elástico. Este é o medicamento no primeiro grau de dinamização. Colocando-se em um segundo frasco (com uma gota de água a fim de dissolvê-lo) e então com 100 gotas de álcool de boa qualidade e dinamizado da mesma forma com 100 sucessões violentas. Com esse líquido medicinal alcoólico os glóbulos são novamente umedecidos, espalhados sobre papel de filtro e secos rapidamente, postos em frasco bem fechado e protegido do calor e da luz solar, recebendo o sinal (II) da segunda potência…

As instruções que tenho a dar com relação à cura das doenças da alma e da mente limitam-se a pouquíssimos comentários, visto serem curáveis da mesma maneira que todas as outras moléstias, isto é, por um remédio que demonstre, pelos sintomas que causa no corpo e na alma de um indivíduo são, um poder de produzir um estado mórbido tão semelhante quanto possível ao caso de doença com que nos deparamos, sendo que não podem ser curadas de outra maneira. Quase todas as chamadas doenças da alma e da mente nada mais são que males físicos, em que o sintoma de perturbação da alma e da mente peculiar a cada uma delas aumenta, ao passo que os sintomas físicos declinam (com maior ou menor rapidez), até que, por fim, atinge sua maior parcialidade, quase como se fosse um mal local no sutil órgão invisível da mente ou da alma.

A Homeopatia funciona muito bem e o médico deve verificar o paciente holisticamente, deixando a pessoa falar e se expor à vontade, para que possa entendê-la e analisar o seu estado visando chegar ao remédio de fundo. A medicação é indicada sob medida para determinado indivíduo, bastando considerar seu temperamento e seus hábitos chegará ao remédio de fundo – simillimum. Esse remédio acompanhará sempre o paciente, sendo administrado sempre sob orientação médica especializada. Não deveriam advir outros males, pois o remédio de fundo seria a solução definitiva para os problemas. O problema é encontrar o profissional homeopático que sabiamente chegará ao seu remédio. Incrível que ao descobrir seu remédio você poderá pesquisar e caminhar pelo autoconhecimento, pois todas as dicas para se conhecer interiormente ali foram dadas. Claro que para casos em que algo ou experiência forte de vida ficou como um nódulo na pessoa o auxílio de Psicólogo seria excelente.

Hahnemann: Libertar o homem dos sintomas escravizantes, para que possa atingir aos mais altos fins de sua existência.

Abrindo caminho para o equilíbrio do ser, em autoconhecimento constante, a fim de libertar a essência, que brilha sem cessar dentro de nós. Se alguém disser que tratamento homeopático demora, desconsidere – ele não sabe de nada. E o tratamento homeopático é muito mais em conta frente aos tratamentos tradicionais.

Exemplo das características de uma pessoa que poderia utilizar o Ignatia amara:

  • perda por morte;
  • separação afetiva
  • desejo de satisfazer a vontade alheia
  • idealista
  • humor variável
  • medo de pássaros
  • dormência nas pernas
  • intolerância ao tabaco, etc.

A cura ao nosso alcance?

Muito se fala sobre remédios, real necessidade de se operar, doenças graves, vida, felicidade e saúde. Surgem novas opções de tratamento para o câncer fora da medicina tradicional, sem o perigo de curar um órgão (eliminar) e prejudicar outros. Existem opiniões firmes contra a medicina tradicional e laboratórios farmacêuticos e os defensores da medicina que trabalha com remédios químicos para o pronto restabelecimento do doente.

A Homeopatia não tem a simpatia da maioria dos médicos alopáticos, porém, ela é uma alternativa muito utilizada atualmente e atua no nível etérico do doente, curando a partir dai o corpo físico. Existiam dúvidas quanto a ação rápida dos remédios homeopáticos, com opiniões de que sua ação sobre o doente era demorada e a alopática mais rápida, mas totalmente inverídico. A Homeopatia tem resultados fantásticos e rápidos.

Peguei na Internet algumas opiniões sobre tratamento, principalmente do câncer:

Dra. Marcia Angell: “Em resumo, é muitas vezes possível manipular ensaios clínicos a terem qualquer resultado que você quiser… Simplesmente não é mais possível acreditar muito em qualquer pesquisa clínica publicada, ou confiar no julgamento de médicos de confiança ou em orientações médicas autorizadas. Não tenho prazer nesta conclusão, com relutância, que cheguei depois de duas décadas como editora do New England Journal of Medicine“.

Alan C Nixon, PhD, ex-presidente da Sociedade Americana de Química: “…como um químico treinado para interpretar dados, é incompreensível para mim que os médicos ignorem as provas claras de que a quimioterapia faz muito mal, muito mais mal do que bem.”

Professor Georges Mathé, especialista francês em câncer: “Se eu contraísse câncer, eu nunca iria para um centro de tratamento padrão do câncer. Vítimas de câncer que moram longe destes centros tem uma chance melhor.”

Dr. Allan Greenberg: “Como médico aposentado, posso dizer honestamente que a não ser que você sofra um acidente grave, a sua grande chance de viver mais anos é evitar médicos e Hospitais, e ao contrário, aprender nutrição, tratamentos com ervas e outras formas de medicina natural. Quase todos os medicamentos são tóxicos e concebidos apenas para tratar sintomas e não para a cura definitiva. A maioria das cirurgias são desnecessárias. Resumindo, nosso atual sistema médico está irremediavelmente inepto e/ou corrupto. O tratamento do câncer e doenças degenerativas é um escândalo. Quanto mais cedo observar isso, melhor você ficará.”

Dr. Samuel S. Epstein:  “A quimioterapia e a radiação podem aumentar o risco de desenvolver um segundo câncer em até 100 vezes.

Depois de muita luta o Dr. Burzynski conseguiu apoio para sua pesquisas modernas no combate ao câncer. Veja o filme abaixo.

No canal onde é exibido o filme lemos:

“Tudo que o homem não conhece não existe para ele. Por isso o mundo tem, para cada um, o tamanho que abrange o seu conhecimento.”
(Carlos Bernardo González Pecotche).

Em Lima, no Peru, o Dr. Uriel Tapia é conhecido como Dr. Câncer. E tem alguns vídeo onde ele confirma as pesquisas para a cura de diversos tipos de câncer:

Alimentação alcalina:

Tocando em frente, em liberdade

Ao poucos vamos percebendo que resistimos aos percalços da vida, não importa se temos grana ou não. Alegrias em alguns momentos e por vezes bate a tristeza, a dúvida, o questionamento com perguntas básicas sobre a vida. Diria que vivemos com as imagens que colhemos no transcorrer da vida e com as quais vamos adaptando-nos no dia a dia e as coisas vão rolando, o tempo inexoravelmente passando.

Lembrei-me da vida do Buda e faço um paralelo. O pai de Buda desejava que ele se tornasse um poderoso governante, porém, tinha informações que o futuro dele seria brilhante, mas não como governante. E fez de tudo, ao seu alcance, para que a vida de Buda fosse bem agradável, que tudo transcorresse em plena Paz, sempre no intuito de que Buda não quisesse sair do Palácio. Quando já estava adulto Buda violou a proibição do Pai e resolveu sair do Palácio, acompanhado do homem que o orientava. Este tentou de tudo para convencer Buda a não sair. E Buda saiu, para o mundo dialético do bem e do mal.

Encontrou um homem já bem velhinho, e perguntou ao seu guia se todos os homens ficavam velhos daquele modo, depois um homem doente, não se conformando de que um homem poderia ficar doente e fraco. E viu um homem que tinha falecido e ficou perplexo ao saber que os homens morriam. O que ainda mais o surpreendeu foi o contraste: encontrava pessoas tristes e doentes e outras muito felizes como se estivesse tudo perfeito, na mais perfeita ordem.

Buda percebeu também que uma vida somente com riquezas e prazeres era uma existência sem sentido, se questionando sobre haver algo mais, fora dessa vida tão triste onde se nasce, vive, fica doente, velho e vem a morte. Não teria algo mais após a morte? E tanto sofrimento? Concluindo que a alegria era sempre superficial.

E ele abdicou do trono, largou família e tudo, principalmente sua vida de abundâncias, e foi meditar e viver realmente sua vida, comendo pouco e meditando muito. E recebeu respostas interiores sobre a vida e que ela em realidade não se resumia ao nascer, viver e morrer, que tinha uma saída. Ganhou compreensão de uma realidade que não é transitória, uma realidade absoluta, além do espaço e tempo.

E cantam Renato Teixeira e Almir Sater:

Todo mundo ama, um dia todo mundo chora,
Um dia a gente chega, no outro vai embora
Cada um de nós compõe a sua história
Cada ser em si carrega o dom de ser capaz
De ser feliz.

Interessante a canção quando diz: carrega o dom de ser capaz, de ser feliz.

Como melhorar nossa vida, ou melhor, nosso dia a dia. Como melhorar, se existem problemas a todo instante nos incomodando, sejam financeiros, doenças, amigos que já não são amigos, familiares, ambiente competitivo e desumano no trabalho. A todo instante somos importunados por pensamentos, muitas vezes pensamentos aprisionadores e negativos, construídos e alicerçados em dados do passado, que foram acumulados, colados em nossa memória e são usados pelo nosso sistema humano totalmente dialético para se defender ou atacar seja quem for, e que aprisiona – essa é a verdadeira causa das doenças.

 

Buda largou tudo isso.

 

E se não estamos bem, sentimos falta de alguma coisa, vem a preocupação, o medo, a ansiedade – pois tudo que é externo não traz realização, não passa de um sonho. É possível sair desse circulo vicioso quando mergulhamos em nosso próprio ser a procura de questões, questões que aconteceram em nosso passado desde o nascimento. Poderíamos dizer também a experiência de vida atual e microcósmica. Trazê-las à luz da consciência, observar o que está ocorrendo. Do poço profundo do passado identificar cada questão e despi-la, observando sem interferências da consciência comum, que apenas contempla o que ocorre externamente.

O que fazer quando chegamos neste ponto? Percebemos, temos percepção da prisão, mas nos sentimos como que na correnteza da vida comum. A situação exige que procuremos auxílio. Esse auxílio está dentro de nós, a essência tem que falar mais alto. Ou auxílio exterior? Auxílio de um profissional da área de psicologia, que com seu trabalho auxilie para que se consiga identificar, observar essas nervuras em nosso ser. Problemas simples até demais que nos aprisionam e devem ser identificados, trazidos à luz para que possamos observá-lo sem julgamento ou punição. E não apenas para tocar a vida em paz, mas uma vida na verdadeira Paz interior. Este mundo é muito complicado devido sua dualidade, polos contrários muito próximos.

O importante, assim como Buda o conseguiu, é plena liberdade interior, para que o espiritual sobressaia. Isso é importante.

Essa psicologia moderna pode ajudar no verdadeiro equilíbrio do ser, livrando-o das pedras que tanto o incomodavam e não deixava de carrega-las, muitas vezes imperceptíveis e sempre aprisionadoras. Ter percepção da existência dessas nervuras tensionadas, que deverão perder sua tensão.

Eindhoven, Holanda

A cidade de Eindhoven na Holanda foi onde surgiu a Philips e a montadora de caminhões DAF, agora propriedade da Paccar americana.

e6

Eindhoven é uma das cidades que tem mais ciclistas ativos:

Philips

Royal Philips Electronics – Koninklijke Philips N.V – Philips. Em 1913, em comemoração do 100º aniversário da independência da Holanda, a Philips fundava o Philips Sport Vereniging (Philips Sports Club, atualmente conhecido como PSV). É um clube com atividades que envolvem vários esportes, sendo mais conhecidos: o time de futebol PSV Eindhoven, e sua equipe de natação.

e7 O quartel general da Philips fica atualmente em Amsterdã e comanda o Philips Stadion, localizado Eindhoven, que é a casa do PSV Eindhoven. O PSV, o Ajax de Amsterdam e o Feyenoord de Rotterdam são os 3 maiores do futebol dos Países Baixos (Netherland como é mais conhecida a Holanda). Seu estádio foi inaugurado em 1913 com apenas trezentos lugares, localizado próximo a fábrica da Philips, no bairro conhecido como Vila Philips (Philipsdorp), sendo que sofreu grande destruição no final da 2ª Guerra Mundial, assim como a cidade.Depois foi reconstruído. A própria Philips funcionou na Bélgica nesse período. Em 1988 chegou ao clube o brasileiro Romário que em cinco temporadas marcou 174 gols. Outro brasileiro que fez sucesso no PSV foi Ronaldo, que chegou aos Países Baixos com apenas 17 anos em 1994.

e9Os 2 foram vendidos ao Barcelona da Espanha. Jogadores formados na base do PSV: Van Nistelrooy vendido ao Manchester United,  Philip Cocu (atual técnico), Zenden e Van Bommel para o Barcelona e Roben para o Chelsea.

Em 2012 a cidade inaugurou o Floting Bicycle:

DAF

e2

Em 1928, Hubert “Hub” van Doorne fundou a empresa Machinefabriek de Commanditaire Vennootschap Hub. Seu sócio e investidor era AH Huenges, diretor-gerente de uma cervejaria. Hub começou a trabalhar em uma pequena oficina em razão da cervejaria. Em 1932, a empresa, agora dirigida por Hub e seu irmão, Wim van Doorne, mudou seu nome para Aanhangwagen Fabriek de Van Doorne (Trailer Fábrica de Van Doorne), abreviado para DAF. Huenges deixou a empresa em 1936 e a DAF ficou nas mãos dos irmãos van Doorne.

A empresa dos irmãos Hub e Wim van Doorne já produzia caminhões na Holanda desde 1949 com uma imagem criativa e inovadora.  Foi praticamente a primeira a aplicar turbocompressor em motores Diesel inclusive com um modelo de intercooler, interresfriador de ar.

e3

DAF Cars
O primeiro carro de passageiros da DAF era o modelo 600, que foi uma sensação quando um protótipo foi apresentado em 1958.

e4O carro apresentava uma construção em aço unitária, com um motor boxer de dois cilindros montado na frente e refrigerado a ar. Tração nas rodas traseiras através de uma embreagem centrífuga com transmissão CVT Variomatic. A inteligência de sua construção eliminou a necessidade de um diferencial. O carro tinha suspensão independente em todas as rodas com braços MacPherson e uma lâmina de mola transversal na frente. O CVT — Continuously Variable Transmission, ou transmissão continuamente variável, solução pensada e praticada já fazia tempo, mas só produção comercial Holanda. A DAF Cars foi comprada pela Volvo.

e5

Em 1987, a DAF fundiu-se com a Leyland Trucks Rover Group. A nova empresa ficou como Leyland DAF no Reino Unido e em outros lugares como DAF.

e1

Em 1996, a PACCAR adquiria DAF Trucks. Em 1998, a PACCAR também adquiriu Leyland Trucks.

Em 9 de janeiro de 2012, a PACCAR instalou a pedra fundamental da nova fábrica na cidade de Ponta Grossa no estado do Paraná, Brasil. Foi decidido que o perfil de caminhão (também adequação às leis locais) para o Brasil seria a linha DAF e não os maravilhosos Peterbilt:


e8

Uma divisão da Paccar, a DAF tem sua sede e principal fábrica em Eindhoven. Alguns itens são fabricados (eixos) na Bélgica. Alguns modelos de caminhões vendidos com a marca DAF são projetados e construídos por Leyland Trucks em sua fábrica em Preston, Inglaterra.

No Brasil a DAF está melhorando suas estruturas e nacionalizando ao máximo a produção dos caminhões para facilitar a concessão de créditos. Atualmente o motor e cabine são importados da Holanda e montados em Ponta Grossa. A rede de concessionárias também deve crescer.

Com certeza estarão vendendo bem em breve pois os caminhões tem alta qualidade. A inigualável qualidade Paccar e DAF.

Philips – mais de 120 anos de atividades:

Sao Paulo e a velocidade das ruas

A questão principal não é a diminuição da velocidade em todas as avenidas e ruas da cidade até o final de ano. Pode ser que a alternativa seja correta e diminua os acidentes, exceto os que ocorrem com as motos pois normalmente são por imprudência e excesso de confiança ao passar entre os veículos com velocidade acima de 60 km/h.

O que deve ser considerado é que, como sempre digo, a ordem está completamente errada, pois o objetivo da medida é duplo: diminuir acidentes e o número de veículos que circulam. Ai está a questão. Continuamos a ver os corredores de ônibus com pouca utilização e os ônibus nos principais e importante horários abarrotados de pessoas e a grande maioria dos coletivos sem refrigeração, internet e carregadores para celular. Primeiro tinha que montar um esquema de transporte de qualidade. Continuarei a usar o carro mesmo que a velocidade baixe para 30 km/h. Agora, se tivesse Metrô fácil para todos, ônibus confortável com espaço para todos. Seria diferente. Planejamento não faz mal para ninguém.

Por sinal, no centro do Rio de Janeiro as obras para os modernos bondes está começando a andar mais rápido. A Rodoviária é um pouco distante do centro e os bondes passarão na porta e você irá com muita qualidade até o Centro na região da Rio Branco, Aeroporto Santos Dumont. Já acredito que poderá ficar pronto para as Olimpíadas. E muito bonito.

Outra ideia muito interessante no Rio de Janeiro é o Metrô de superfície que para em pontos de ônibus na mesma distância das estações do Metrô. E funciona. São ônibus confortáveis. Com os corredores de ônibus de São Paulo seria interessante.

Outra ideia é copiar nos corredores de ônibus a ideia dos trens da Central do Brasil no Rio: um trem vai parando de estação em estação até Madureira e o que vai para Campo Grande passa direto, começando a pegar passageiros depois do Méier (na pratica para em 3 das 8 ou 9 estações até Madureira (não lembro exatamente se é Madureira mesmo, mas é uma ou duas depois).

Diamond Heart – Coração de Diamante

Em nossa vida sempre que precisamos recebemos informações valiosas em nossos contatos com outras pessoas. Incrível, como poderá aparecer um amigo em nossa vida dando-nos dicas, e que não podemos deixar escapar. Pode ser um livro, um filme, um exemplo, até controvérsia em determinado assunto. Devemos sempre observar com carinho nossos relacionamentos e aprender, estamos sempre aprendendo e caminhando rumo ao conhecimento real e vivente. Claro que você deve avaliar sob a luz de sua consciência se recebes uma jóia, ou não.

É o caso de A.H. Almaas (A. Hameed Ali) o criador da abordagem do diamante. Veja a preciosidade desse trabalho desenvolvido na Ridhwan School por Almaas, uma abordagem contemporânea que se desenvolve dentro do contexto de ensinamentos espirituais antigos e teorias modernas de psicologia.

Dentre os livros publicados, a série Diamond Heart– Coração de Diamante mostra o trabalho que se realiza na Ridhwan e também traz ensinamentos para complementar estudos espirituais sérios.

É uma série com 5 volumes.

Neste post apresentamos fragmentos do livro 1 (Book one):

Vivemos em um mundo de mistério, maravilha e beleza. Mas a maioria de nós raramente participa desse mundo real, preferindo muito mais focalizar a parte comum da vida predominada por luta, sofrimento ou falta de sentido. Esta situação se deve basicamente por nossa incapacidade de realizar e viver integralmente nosso potencial humano.

Outro trecho:

Ao nascer, um bebê é apenas essência, um ser puro… No entanto, como seus pais estão identificados com suas personalidades e não com sua essência, não conseguem reconhecer e incentivar a essência na criança. Assim, depois de alguns anos a essência fica esquecida e se desenvolve a personalidade. A essência é substituída por várias identificações… Mais tarde o adulto acredita que essa personalidade seja o seu verdadeiro eu. A essência, no entanto, existia desde o nascimento e ainda existe. Para proteger-se a essência se mascara. A máscara é a personalidade.

A personalidade é formada por experiências passadas, idéias e identificações.. Quando acreditamos que o ego, as identificações, idéias e experiências passadas são nosso verdadeiro eu, então não estamos no mundo, somos do mundo. Não temos consciência de quem realmente  somos. É difícil compreender isso se não tivermos consciência de nossa essência, por pelo menos parte do tempo.

Outro trecho:

O mundo que normalmente vemos não é o mundo que realmente é, porque nós o vemos a partir do ponto de vista dos nossos juízos e preferências, nossos gostos e desgostos, nossos medos e nossas ideias de como a coisas deveriam ser. Assim, para ver as coisas como realmente são, isto é, para vê-las objetivamente, temos que deixar tudo isso de lado – em outras palavras, temos que nos despegar de nossa mente.

E mais:

Conhecer  a si mesmo é conhecer a verdade. E a verdade é a essência. Claro que conhecer os fatos é o caminho, o meio para alcançarmos a verdade, porque os fatos contém a verdade, pequenas partículas da verdade, talvez o suficiente para formarmos um amontoado de verdades. O importante não é colecionar os fatos. A questão é esclarecer esse monte de verdade para nós. Quanto mais nos aprofundarmos nos conhecimentos dos fatos, mais próximos estaremos de nós mesmos, mais verdade poderemos encontrar neles. Quanto mais nos aprofundarmos, mais sentiremos a verdade que existe neles, até que os fatos deixem de existir e haja apenas a verdade por si só, penetrando no vazio e tornando possível a lembrança do que se perdeu. Por exemplo,  alguém que tenha um sentimento de necessidade, de mágoa devido a uma falta de carinho e amor materno, acabarão encontrando o que chamamos de qualidade de fusão da essência. É uma qualidade de amor com uma maravilhosa sensação de fusão, libertamo-nos dos nossos limites e nos fundimos com tudo.

Sem realizar o trabalho sobre a essência não haverá solução para o nosso sofrimento, nem oportunidade para compreendermos nossa verdadeira natureza. Não há necessidade aqui de trabalharmos somente com os problemas e os seus sintomas e nem nos isolarmos do mundo num mosteiro, para atingirmos a essência. Na verdade, precisamos fazer este trabalho, enquanto estivermos no mundo, enquanto vivemos nossos relacionamentos, enquanto trabalhamos em nossos empregos, ou temos problemas com os nossos carros, ou convivermos com dificuldades financeiras, teremos o material necessário para o trabalho.

Quando trabalhamos com a abordagem de Diamante, podemos usar técnicas para descobrirmos os conflitos emocionais que contribuíram para que perdêssemos determinada qualidade da essência.

– os trechos acima foram retirados da edição brasileira do livro Um (Editora Rosas dos Tempos)

 

a1 a2 a3 a4 a5

Geave Peace a chance – 6

E neste domingo encerramos a série Geave Peace a chance. E mais uma vez mostramos várias idéias sobre a Paz verdadeira e perene.

Vai dizer-lhes que não te sobra tempo para as guerras deles, que tens mais que fazer… deixa então que diplomatas e marechais se matem uns aos outros. Tais seriam as coisas a serem feitas, se não mais bradasse “Viva” e sem direito a opinião própria… Perguntas-me se poderei dizer quando viverás a tua vida em paz e segurança. A resposta consiste no inverso da tua forma de ser atual: viverás bem e em paz quando a vida significar para ti mais do que a segurança, o amor mais do que o dinheiro, a tua liberdade mais do que as linhas diretivas do partido ou a opinião pública, quando te for possível viver o pensamento dos grandes homens em lugar dos crimes dos ditos grandes guerreiros, quando os professores dos teus filhos forem mais bem pagos do que os políticos, quando puderes reconhecer os teus erros refletindo a tempo, e não demasiado tarde como fazes hoje, quando sentires que o teu espírito se engrandece conhecendo a verdade e as formalidades te inspirarem horror, quando finalmente a face humana do homem da rua puder expressar a alegria, a liberdade e a comunicação, não mais a tristeza e a miséria.

A tua grandeza é a única esperança que nos resta a todos…

Pois que me foi possível escutar a voz que murmurava no meu intimo: Existe apenas uma única coisa que vale a pena: viver bem e alegremente a própria vida. Escuta a voz do teu coração.

Wilhelm Reich nasceu em 1897 na parte oriental da Galícia, posse do Império Austro-Húngaro. Acusado de charlatanismo, perseguido pelos nazistas e pelos democratas norte-americanos, expulso do círculo de psicanalistas e do Partido Comunista. Foram inúmeros os problemas que teve com todos os tipos de poderes instituídos. Isso graças ao vigor de seu pensamento e de sua independência frente às instituições repressivas que tanto criticou. Afirma que o orgasmo sexual pleno e satisfatório é o regulador biológico da harmonia vital e que as neuroses são provocadas através dos bloqueios à afetividade..Segunda obra importante de Reich, Análise do Caráter, foi considerado como o que de melhor e mais profundo se havia dito sobre psicoterapia. Foi escrito para o analista e desenvolve com exatidão – com numerosos exemplos clínicos – sua singular técnica terapêutica. Considerado “pai” das Psicoterapias Corporais, Wilhelm Reich entende o ser humano como uma das expressões da energia que chamou orgone, uma energia que preenche todo o espaço cósmico e se expressa em diferentes concentrações, movimentos e formas.

Trigueirinho:

A mesma força negativa que impulsiona os homens primitivos à luta e os leva a dizimar impiedosamente os semelhantes persiste nos povos mais desenvolvidos sob a capa de uma fria imposição de tendências. É um mal que ainda paira na órbita deste planeta e que sobreviverá enquanto puder alimentar-se das respostas dos homens à sua vibração. Torna-se mais do que nunca premente perceber o germe destrutivo que a necessidade de autoafirmação humana detém e, conscientemente, deixar de nutri-lo.
Este planeta será liberto dos diversos graus de violência que hoje abriga, pois serão eliminadas não somente as manifestações dela, mas principalmente os seus fundamentos, que são, entre outros, o apego que os seres humanos têm às suas perspectivas e opiniões pessoais. Aferrados a elas, não conseguem atingir um estado de plena entrega e abertura ao que é superior e correto, e são capazes de desvirtuar, negar ou omitir o real em favor de crenças sectárias.

IMG_20150807_130231547

Khalil Gibran, nasceu em 1883 em Bsharri, nas montanhas do Líbano:

O Pássaro e o homem tem essências diferentes.
O homem vive à sombra de leis e tradições por ele inventadas;
o pássaro vive segundo a lei universal que faz girar os mundos.
Acreditar é uma coisa; viver conforme o que se acredita é outra.
Muitos falam como o mar, mas vivem como os pântanos.
Muitos levantam a cabeça acima dos montes;
mas sua alma jaz nas trevas das cavernas.
A civilização é uma arvore idosa e carcomida,
cujas flores são a cobiça e o engano e cujas frutas
são a infelicidade e o desassossego.
Deus criou os corpos para serem os templos das almas.
Devemos cuidar desses templos para que sejam
dignos da divindade que neles mora.
Procurei a solidão para fugir dos homens, de suas leis,
de suas tradições e de seu barulho.
Os endinheirados pensam que o sol e a lua e as estrelas se levantam
dos seus cofres e se deitam nos seus bolsos.
Os políticos enchem os olhos dos povos com poeira
dourada e seus ouvidos com falsas promessas.
Os sacerdotes aconselham os outros,
mas não aconselham a si mesmos,
e exigem dos outros o que não exigem de si mesmos.
Vã é a civilização. E tudo o que está nela é vão.
As descobertas e invenções nada são senão brinquedos
com a mente se diverte no seu tédio.
Cortar as distâncias, nivelar as montanhas,
vencer os mares, tudo isso não passa de
aparências enganadoras, que não alimentam o
coração e nem elevam a alma.
Quanto a esses quebra-cabeças, chamados ciências e artes,
nada são senão cadeias douradas com os quais o homem
se acorrenta, deslumbrados com seu brilho e tilintar.
São os fios da tela que o homem tece desde o inicio
do tempo sem saber que, quando terminar sua obra,
terá construído a prisão dentro da qual ficará preso.
Uma coisa só merece nosso amor e nossa dedicação, uma coisa só…
É o despertar de algo no fundo dos fundos da alma.
Quem o sente não o pode expressar em palavras.
E quem não o sente, não poderá nunca conhecê-lo através de palavras.
Faço votos para que aprendas a amar as tempestades em vez de fugir delas. 

A.H. Almaas

Paz não é um estado emocional ou apenas a ausência de conflitos; é antes a presença de imobilidade, o que é um aspecto da Essência. É a presença do Ser como absoluta quietude e calma. Este silêncio não é experimentado como maçante ou vago, mas como um tipo requintadamente vivo de consciência. Paz envolve a cessação da atividade do ego torturante, com suas esperanças e desejos, esforços e resistências. É por isso que é muitas vezes sinónimo de morte do ego. A paz é, na verdade, tanto a morte e a vida da mesma consciência. Deus como Essência.