Curcuma

download

Curcuma pode ser confundida com o gengibre, mas cuidado ao manipular pois sua mão ficará amarela por um bom tempo. Essa raiz tem uma cor esplendorosa, que parece retratar suas qualidades como um remédio natural sem igual.

Atua muito bem em nosso corpo com destaque para sua propriedade anti-inflamatoria.

images (1)

Vamos falar sobre os vazios que surgem. Começamos com Khrisnamurti.

Quase todos estamos conscientes disso, mas não nos agrada encará-lo de frente, (…) compreendê-lo; procuramos fugir a esse estado de vazio, (…) de aniquilamento, apegando-nos à propriedade, ou ao nome, à família, ao saber. A essa fuga de nós mesmos chama-se experiência (…) Os meios de fuga oferecem felicidade e, por isso, a experiência se transforma num obstáculo à compreensão do “que é”.

Por outras palavras, (…) sentimos solidão; e, para escapar a essa solidão, ligamos o rádio, lemos um livro, apegamo-nos a uma pessoa (…) Essa fuga do “que é” proporciona várias experiências; e a elas nos apegamos. Então a propriedade, o nome, a posição, o prestígio, passam a ter grande importância. (…) Assim também a instrução, como meio de fugirmos a nós mesmos, torna-se extraordinariamente importante.

Enchemos, pois, esse vazio, essa solidão, com instrução, relações e haveres; (…) – já que, sem essas coisas, nos sentimos perdidos. (…) Mas a realidade, ou Deus, é o desconhecido; (…) e, para atingi-la, temos de afastar todas as fugas e enfrentar “o que é” – nossa solidão, nosso extraordinário senso de sermos nada. (…) (Nós Somos o Problema,

A solidão não é isso; é o sentimento de estar completamente isolado de tudo. (…) Quanto mais desperto vos achais, quanto mais indagais, procurais, exigis, tanto mais a sentis: nas profundezas da consciência, em todos os níveis, vos vedes completamente isolados. E esta é uma das coisas mais tristes: nos vermos enredados nesse tremendo sentimento de solidão, com sua potente energia, e não sermos capazes de transcendê-lo. (A Suprema Realização,

Esse sentimento tem vitalidade, força, pertinácia, fealdade; e dele fugimos de todas as maneiras possíveis. Se somos indivíduos muito talentosos, escrevemos (…); ou tratamos de divertir-nos, para não termos contato com ela. E, assim, ela continua existente, emboscada, como um câncer, a aguardar a oportunidade de declarar-se. É necessário entrar em contato com a solidão.

Essa solidão é também uma forma de morte. Como dissemos, morre-se (…) também quando não encontramos a solução, a saída que procuramos. Esta é também uma forma de morte: ver-se perpetuamente trancado na prisão do próprio egocentrismo. Quando vos vedes acorrentado a vossos pensamentos, vossa agonia, vossas superstições, à mortal rotina do hábito e da indolência, isso também é morte. (…)

Esta solidão (…) Não é ela, com efeito, um estado essencial, a porta, talvez, que me conduzirá à compreensão? Essa porta pode levar-nos mais adiante, habilitando a mente a compreender aquele outro estado em que a mente deve “estar só”, livre de contaminação.

Chegamos, pois, à questão real, que é o desejo de fuga. Que temeis? Por que tendes medo ao desconhecido, àquela insuficiência ou àquele vazio? Se temeis, por que não investigais? Por que esse temor de perder nossos haveres, (…) ligações, contatos? (…) Nunca fazemos frente ao conflito de nossa insuficiência: estamos sempre empenhados em sufocá-lo, reprimi-lo, em fugir a ele, não conhecemos o que é. Mas se enfrentássemos o conflito sem temor, sem condenação, encontraríamos, então, a verdade a seu respeito;

Por medo à insuficiência, a mente atua sobre o pensamento, em vez de o olhar – e, só quando temos a capacidade de olhar para o pensamento, encontramos a possibilidade de compreender aquilo que formou esse pensamento, com o que se nos revela todo o processo de fuga ao que é. Então a solidão se transforma em “estar só”. E esse “estar só” é um estado de vulnerabilidade capaz de acolher o desconhecido, o imponderável, o imensurável.

Suco de uva Campino


Hoje em dia é normal se tomar suco de uva puro e sem açúcar como substituto do vinho ou suco mesmo. Pouco se usa ele mais concentrado, onde podemos adicionar água e neste caso se usa muito açúcar. Amantes do Lowcarb que é a moda de consumir poucos carboidratos já não tomam tanto suco de uva ou de laranja. Outros tomam o suco de uva para emagrecer. Chega-se a dizer que para a saúde o suco de uva é melhor que o vinho. A diferença principal é que vinho tem álcool e o suco não tem álcool.

Atualmente temos inúmeras marcas de suco de uva para a mesa, e um dos mais tradicionais é o delicioso Campino. O problema é que é difícil de encontrar nas cidades de São Paulo e Campinas. Na cidade de São Paulo você encontra na Beale Bebidas, com lojas na Rua Rego Freitas, 52 ou Alameda Jaú, 1581.

Uma opção fantástica é dar um passeio até Andradas, MG, e você levará 2 horas de São Paulo até lá e Campinas 1 hora. Poços de Caldas fica pertinho. Pode ainda conhecer Espirito Santo do Pinhal. Seus filhos irão adorar correr em baixo das parreiras de uva. Só tome cuidado se for fazer degustação de vinhos devido o teor alcoólico. Tem restaurante no local, porém, para vegetarianos é complicado, o preço é salgado para comer somente saladas.

Considero o Suco de Uva Tinto Campino o melhor do mercado.

Jpeg
Jpeg
Jpeg
Jpeg
Jpeg
Jpeg

Jpeg

Jpeg

Jpeg

Jpeg

Jpeg

Tem uma loja na estrada muito bonita naRodovia Andradas x Espírito Santo do Pinhal (MG 455), Km 4,5Bairro Contendas – 37795-000 – Andradas – MG

Wine Bar

CASA GERALDO BH
Avenida do Contorno, 7.060 – Lourdes – 30110-048 – Belo Horizonte – MG
Fone: (31) 3223-7328 – casageraldobh@casageraldo.com.br

Mapuches na Argentina e Chile

Não dá para acreditar que num planeta tão grande ainda exista disputa por terras, que o digam os indígenas. Alguns dias atrás novos problemas na Argentina com os Mapuches. Quem são os Mapuche?

Havia um grupo de índios chamados “picunches” que viviam sob o domínio do Império Inca. Outros ao sul do rio Biobìo eram independentes dos Incas e na chegada dos espanhóis se opuseram a chamada Guerra de Arauco. Já no século XVI, em meio a ataques e contra-ataques foi surgindo entre os brancos e índios um comércio bem fluido.

Apartar o índio
da história é desdenhar de nossa
tradição e renegar nosso
nome de americanos, e
isto é o que temos feito
desdo os tempos de Cólon,
primeiro em nome de Deus
nosso senhor, depois em
nome do Rei e por último
em nome da Pátria.

Adán Quiroga

Atualmente existem muitas comunidades Mapuches, tanto na Argentina  (Neuquén, Rio Negro, Chubut, Buenos Aires y La Pampa) como no Chile. Grande quantidade de aborígenes vivem em cidades e povoados.  Apesar de não existirem dados oficiais, um último senso nacional de indígenas na Argentina foi na década de 60. Diziam que 30,000 viviam em grupos e 25.000 estavam dispersos no País. Na província de Neuquém estima-se que 10% da população sejam aborígenes. Do lado do Chile eles são mais dispersos.

Los mapuches son una verdadera fuerza en el sur de Chile. Del otro lado de la cordillera de Los Andes, aparecen como comunidades más dispersas y sin el mismo y poderoso sentido de identidad que sus vecinos.

Lennon em Ojai? Watching the wheels.

A pérola da Califórnia é uma cidade chamada Ojai, muito conhecida como a Shangri-La do Sul da California.

Existe controvérsia, mas é fato que John Lennon (e provavelmente a Yoko Ono) esteve por pouco tempo nessa bela cidade, já comentada neste Blog. Conta-se que residiram numa casa ao lado do pensador  indiano Khrisnamurti e que se encontraram. Outras informações dizem que se encontraram muitos anos antes, provavelmente na Índia ou Londres.

Foi um período difícil para Lennon devido sua luta incansável pela Paz. Sendo que Ojai foi um refúgio.

Ouso afirmar que a música Watching the wheels começou a ser composta nesses anos (72 a 74) e lançada somente em 1980. Anos em que Lennon ficou no seu canto quietinho.

Em 1975 ele já estava de volta para New York quando consegui seu green card (United States Permanent Resident Card). E claro, ano em que nasceu seu filho Sean.

A letra da musica Watching the wheels (que faço uma livre tradução abaixo) é linda. John vinha naquela loucura dos Beatles, depois a luta pela Paz. Mas decidiu se retirar um pouco do palco deste mundo, e diziam que ele tinha ficado louco, poderia ir para a ruína sem trabalhar em mais músicas, se apresentar, etc. Mas ele ficou tranquilo enquanto pode e quando voltou, voltou com tudo..

As pessoas dizem que eu sou louco
Por não estar fazendo nada no momento
Bem, eles me avisam
Querem me salvar, evitar a ruína
Quando eu digo que eu estou bem,
bem, eles me olham meio estranho
“Certamente, você não pode estar feliz agora,
você não joga o jogo”
As pessoas dizem que eu sou preguiçoso
Sonhando a vida inteira
Bem, eles me dão todos os tipos de conselhos
Projetando iluminar-me
Quando eu lhes digo que eu estou indo bem,
sem ficar preso nas sombras projetadas na parede
“Não perca o grande momento amigo,
você não está mais com a bola?”
Eu estou apenas sentado, aqui
vendo as rodas darem voltas e voltas
Eu realmente adoro vê-las rodando
Não quero ficar girando na roda como carrossel?
Eu apenas quis ficar tranquilo
Ah, as pessoas me fazem perguntas
Perdidas na confusão
Bem, eu digo a eles que não há nenhum problema
apenas soluções.
Eles balançam suas cabeças,
e acham que eu perdi a razão
Digo para não terem pressa,
Prefiro ficar sentado vendo as horas passarem
Estou sentado vendo o movimento
Não estou mais na roda que gira como carrossel
Deixar o tempo passar..

Pepper Tree Retreat, an Ojai retreat with vegetarian cuisine, is the former home of philosopher J. Krishnamurti, perhaps Ojai’s most famous resident. Krishnamurti lived here from 1922 to 1986, welcoming visitors from around the world who were challenged by his penetrating inquiries into the fundamental questions of life. These included such 20th Century luminaries as Annie Besant, Aldous Huxley, John Barrymore, Greta Garbo, David Bohm, Dr. Jonas Salk, D.H. Lawrence, Jackson Pollock, Igor Stravinsky and many others. The retreat guest rooms are named after these visitors, some of whom stayed in the rooms that are named for them. Lennon Room: John Lennon rented a house down the street from Pepper Tree Retreat and came to visit Krishnamurti on several occasions. Although Lennon had many philosophical and spiritual influences, people have commented that several of his lyrics seem to reflect Krishnamurti’s teachings.

Inaugurada a sala de concertos com a melhor acústica do mundo

A Filarmónica do Elba (Elbphilharmonie), em Hamburgo, foi hoje inaugurada depois de quase um década em construção e de um custo final de 866 milhões de euros.

É o novo símbolo de Hamburgo. Um edifício marcante na cidade que combina um armazém histórico com uma arrojada estrutura de vidro que parece flutuar no ar. Os dois elementos são ligados por 362 conjuntos de molas de aço.

A sala de concertos está desligada do resto da construção, de modo a que não se ouçam ruídos da zona portuária. Assim, a entrada na sala de concertos fica a 37 metros de altura da rua.

O som que chega ao público, nos 2.150 lugares agrupados em forma de terraços, é o mesmo em todos os lugares. O responsável pela acústica é o japonês Yasuhisa Toyota, considerado um dos melhores especialistas nesta área no mundo.

Entre a parte antiga e a nova, fica a Plaza da Elbphilharmonie, um terraço aberto em toda a volta, de onde se tem uma vista da cidade e da área portuária. Deste terraço, tem-se acesso às duas salas de concertos, a um restaurante, a um hotel com 250 quartos e a 45 apartamentos de luxo.

Outro destaque arquitetônico do prédio é o telhado em forma de ondas, em alusão à água e ao som.

Hamburgo orgulha-se muito da sua história musical: George Friederich Händel, ainda jovem, apresentou algumas obras na ópera da cidade, e Johannes Brahms nasceu em Hamburgo. É por isso que o concerto inaugural foi transmitido em direto no YouTube.