Mar
03
2015
0

Piaggio Ape

A linha de veículos da Piaggio (vendem motos no Brasil) chamada de Ape faz sucesso em toda a Europa até hoje. A linha dos veículos foi aperfeiçoada ao passar do tempo. Iniciou a produção em 1948.

b1

Gostaria de comprar Calessino para minha filha ir para a Faculdade, mas onde encontrar no Brasil? Convenhamos que sairá caro comprar no Brasil, e se um dia tiver à venda. Quem sabe com o preço do combustível (e deve aumentar mais) alguém importe, e mais difícil permitam que ele rode no País.

b4

Claro que eu também utilizaria para economizar dentro da cidade.

b2

b3

E para transportar pequenas cargas na cidade e com economia ela seria mui bem vinda:

b5
b6
b7
E tem a versão 4 rodas também (prefiro a de 3 rodas):

b8

E poderia ser customizada para negócios e até Camping:

b10

b11

Olha que lindinha. Poderíamos deixá-la aberta nas ruas de nosso Brasil como ocorre na Europa:

b12

Tudo depende da educação. Se as pessoas desde pequenas fossem educadas a respeitar os bens dos outros, que na sua maioria lutaram para conseguir, seria tudo muito diferente.

Esperar sentado. Ouvindo uma musica italiana. Afinal o Ape é fabricado por lá.

 

Written by drTanajura in: - O carro e o planeta | Tags:
Mar
03
2015
0

Nice e Monte Carlo

O motivo de ir para Nice e de tabela para Monte Carlo foi o preço da passagem de volta para o Brasil. Para voltar de Roma ficava mais caro do que de Nice, fazendo uma parada em Roma para trocar de avião e seguir para o Brasil. Claro que foi necessário reservar Hotel em Nice, pegar ônibus, etc. Porém, valeu a pena pois a ideia inicial seria voltar de Lion passando uns dias em Nice.

Nice, França

Como disse na visita a Gênova, chegando em Nice vá ver a cidade do alto. A vista é deslumbrante. Dizem por lá que é a vista mais bonita que existe. Fico na dúvida se não é o Rio de Janeiro do Corcovado. Pelo menos em Nice não tem favela. Assim, também concordo que a vista de Nice está entre as melhores.

n6

n5

n7

Você poderá subir andando ou por elevador nesse canto da praia:

n4

e caminhar pela praia. Claro que não é a areia do Brasil e é recomendável ir de chinelo para pisar nas pedrinhas redondas. Lembra bastante a praia de Paquetá na baia da Guanabara. A diferença é que a água de Nice e do litoral italiano é cristalina. Por exemplo no porto de Gênova a água é limpinha. Ao contrário, a baia da Guanabara é absurdamente poluída e sabe-se lá se poderemos voltar a frequentar a praia de Paquetá. A ilha de Paquetá é uma joia rara e em outros países com certeza seria fonte de renda com o turismo.

n22

n21

Caminhar no calçadão da cidade é muito bom. No verão o movimento aumenta substancialmente.

n20

E as crianças? Sem dúvida os espaços para ela são muito bem cuidados. No centro da cidade e perto da praia existe uma praça enorme com área reservada às crianças e papais. Você não encontra um sujeira, tudo muito bem limpo 2 ou 3 vezes ao dia:

n23

n1

Muita criatividade:

n2

n3

Estando em Nice o passeio obrigatório é dar um pulo em Monte Carlos, Mônaco. Para ir pegue o trem e vá pois é um pulinho e dá para conhecer Mônaco a pé e tem transporte publico de alta qualidade.

Monte Carlo

A estação do trem de Monte Carlo é muito bonita e nas alturas. Muito diferente. Interessante que a maior parte das árvores das ruas de Monte Carlo são laranjeiras e ficam lindas com as laranjas na sua cor laranja mesmo. São azedas. E você não encontra uma só caída no chão pois a limpeza é impecável. São muitos franceses que vão para lá trabalhar todos os dias.

n16

Primeiro Hotel que encontramos mostra os carros dos hóspedes:

n18

n17

São muitas Ferraris e principalmente os Bentley (acima um atrás do outro).

O famoso Casino, para quem gosta de brincar de perder dinheiro:

n14
Em frente ao Casino está o Café de Paris ( 5 estrelas) onde se pode tomar um lanche, um café, etc.. Do outro lado da rua o Hotel de Paris que também tem 5 estrelas em sua avaliação:

n15

Em frente um exemplar do carro que serviu de base para praticamente toda a linha Ford e de outras companhias. O Aston Martin, que reclamam que está defasada com seus carros. Se fosse barato no Brasil eu compraria um pois o carro é lindo, e sempre foi lindo.

A pequena praia é legal…

n12

Na avenida em frente da praia na parte baixa da cidade existem lojas especiais para venda de carros:

Da Rolls Royce (que está com projeto para produção de pesadão SUV, claro que sua opção de diesel como os carros). Pode-se olha os carros dentro da Loja mas sem mexer nem abrir as portas.

n13E outras Lojas vendendo Ferraris, Mercedes, Maclaren, etc.

n8

Bom emprego é ser o funcionário que manobra os carros dentro da lojas.

Palácio Real é simples e sem exageros na segurança do Príncipe:

n11

Vista da cidade a partir do Palácio:

n10

Como na Itália eles usam muitas motos e lambretas principalmente com 2 rodas na frente:

n9

De volta a Nice para curtir mais uma pouco dessa cidade tão simpática e boa para se morar. Tem muitos brasileiros por lá.

O Hotel mais bonito de Nice:

n19

Os famosos e modernos bondes estão por lá também:

n25

Centro da cidade onde se pode comer com inúmeros restaurantes e muitas Lojas:

n26
n24

No último dia em Nice fomos almoçar num restaurante muito agradável no centro perto da praia e lá eles só ouvem a Rádio Bossa Nova. Foi legal a preparação para voltar ao Brasil com aquela musica deliciosa de nosso País que eles adoram por lá.

Aeroporto de Nice, avião brasileiro e pequeno, rumo a Roma. Em Roma trocamos de avião e voltamos para o Brasil. Agora tentando pensar diferente afinal voltar para nosso País é muito bom, que saudade, mas os cuidados com a violência começam. A partir da chegada já iremos sair de casa sem saber se voltamos, parar no farol e com risco de ser assaltados. Os modernos ladrões de moto podem te pegar a qualquer instante pois rodam pelas cidades numa boa. É estar sempre preparado para perder a carteira e documentos.

Mesmo assim, voltamos pra nossa terrinha boa com praias que tem areia, um Sol que aquece quase sempre, falta de água. Vamos lá.

É nossa Pátria e vamos acreditar. Não tem os Carabinieres que encontramos fácil nas ruas da Itália. Aqui, nas cidades como Campinas vejo pouquíssimos carros da Polícia nas ruas. Dizem que se não pensar no perigo ele não chega, é a única saída.

Written by drTanajura in: - Turismo | Tags: , , ,
Mar
02
2015
0

A surpreendente Gênova, IT

Um comentário da Net nos levou a Gênova ou Génova. E valeu a dica de que vale a pena visitá-la. O Metrô da cidade é pequeno, mas ajuda para se ir a alguns lugares interessantes.

g10

Quando alguém vai para o Rio de Janeiro indicamos que chegando lá deve subir ao Corcovado para conhecer a cidade do alto, principalmente os bairros da Zona Sul e a Lagoa. Claro que com as devidas proporções, no caso de Gênova recomendo ir ao Spianata Castelletto. Você pode subir de elevador ou se estiver disposto, e vale a pena, vá caminhando. Escolha subir a pé e descer pelo elevador. E as 2 fotos que estamos mostrando foram tiradas de lá. Vale subir a noite também. Diferente do Rio de Janeiro e também nas devidas proporções, fique sempre atento. Mas nem se compara com o Rio de Janeiro, que como as cidades brasileiras estão numa insegurança total, saiu de casa não sabe se volta. Falta realmente um posicionamento mais efetivo do policiamento. No Brasil deveria em algum momento desonerar o povo de pagar impostos e construir centros de reabilitação e recolocação. Ou, o povo exigir que 10% do imposto de cada um vá para pagar melhor o policiamento e as regras para pequenos furtos sejam modificadas. Na cidade de Toronto no Canadá se o carinha roubar o dinheiro do ônibus vai ficar 7 meses preso para começar, e a polícia pega o cara. Aqui colocam fogo nos ônibus… Mas não vamos perder tempo pois não adianta. E os inocentes pagam com suas vidas em balas perdidas.

g9

Um dos passeios da cidade mais simples é ir no Porto renovado:

g8

Imperdível é comer no Eataly. Fica longe da qualidade e tamanho do Eataly de Nova Iorque, porém tem o mesmo estilo e comida boa, e a diferença de pagar antes de comer. Até a Pizza deles nos anima e lembra a do Brasil. Fica no Porto.

g14

Também de Gênova é possível viajar e conhecer pequena parte da costa italiana do Mediterrâneo.

A mais encantadora é Portofino (chega-se de trem e ônibus bem rapidinho de Gênova). Em Portofino viveu por um período de sua vida Elizabeth Taylor:

g21

O Hotel onde ela ficou é o melhor de Portofino e fica no alto da montanha com vista privilegiada. Chama-se Belmond Hotel Splendido. Para entrar neste Hotel você tem que parar no meio da estrada que leva de Santa Margarita a Portofino.

g20

Saindo de Gênova desça do trem em Santa Margarita e pegue o ônibus para Portofino.

Santa Margarita:

g6

g7

Portofino:

g4

g5

Na época do Inverno em Portofino muitas lojas e restaurantes estão fechados, você tem que comer em Santa Margarita. Se estiver hospedado em Portofino coma no Hotel.

E volte para Gênova curtindo outros locais da cidade que não seja o Porto. Interessante  a força que tem a cidade, existem 2 times de futebol que disputam a principal divisão da Itália: Genoa (7º lugar) e Sampdoria (6º lugar) e neste ano estão bem na classificação.

g15

g3

g13

E sempre que puder vá comer no Eataly. Vista do porto de Gênova do Eataly:

g11

e se estiver acompanhado de crianças não deixe de levá-los para ver:

g12

um barco de piratas usado por Polanski num de seus filmes. Não sabiam o que fazer com o barco e o transformaram em museu.

E fomos para a última etapa desta viagem, Nice na França. Como os trens da Itália não conseguem circular nas linhas mais modernas da França você tem que descer na fronteira e pegar o outro trem. Decidimos experimentar ir de ônibus. E vou dizer, valeu a pena. O motorista muito bacana, deixou colocarmos excesso de bagagem numa boa. E muito conforto:

g1

g2

Written by drTanajura in: - Ônibus,- Turismo | Tags: , ,
Feb
20
2015
0

Florença (Firenze), Roma, Pizza e Lucca

Chegando em Florença (Firenze) fomos a pé com as malas até o Hotel pois era muito perto e não gostei muito do Hotel. Novamente indico que se fique em Hotéis com bandeiras conhecidas, é difícil dar chabu. O Ibis sempre é uma boa, o Hampton (tem um ferro para passar roupa no quarto sempre), Marriot, Holiday Inn e o Hilton mesmo.

Chegando na cidade lembrei do jogador Sócrates que jogou na Fiorentina (tempo em valia a pena assistir a um jogo de futebol) e de um taxista que peguei em Paris. Ele dizia que não torcia para o PSG de Paris e não gostava mais de futebol e que jogador mesmo foi Socrates (falava socrátes). Por 20 minutos só falou do Socrátes. Por mais pessimista com o futebol atual lembrou do Marselhe com o técnico argentino Bielsa. Esse sim.

E já fomos para a tradicional L’Officina Profumo – Farmaceutica di Santa Maria Novella

m1

m2

Essa botica está fazendo 403 anos de existência em 2015 e foi restaurada. Vale a pena conhecer a edificação.

E como em toda a Itália chupando muitas tangerinas. Tem muita laranja e mexericas por lá.

m3

m23

 

m6
E sem perder tempo visitamos o Palazzo Medici Riccardi. Cosimo de Médici foi um protetor de Marsilio Ficino. Já existia em Firenze a Academia Platonica fundada por Medici. Ficino recebeu de Cósimo de Médici a incumbência de tocar a Academia, que foi instalada na Vila de Careggi em Firenze mesmo. Nesse local Ficino traduziu o Corpus Hermético do legendário Hermes Trismegisto.

Palazzo Medici:

m7

m8
m9

Marcili Ficino (no Palazzo):

m10

Local para meditação:

m11
m12
m13
m14
Numa edição da Revista Pentagrama da Editora de mesmo nome lemos sobre Ficino: Nas conhecidas cartas de Ficino: “Ninguém se eleva a Deus antes de que Deus mesmo, em certa medida, tenha descido até ele.” e mais: “Não é que eu tenha me elevado, mas fui conduzido ao céu. Os elementos pesados da terra não chegam às esferas mais altas, eles são erguidos. Os habitantes da terra não escalam os degraus para o céu, o Pai celeste os faz subir”.

Museu Galileo:

m18


m21


m22
É gratificante encontrar pessoas que tratam seu carro com carinho. Meu carro sempre tem um papelão sobre o carpete do porta-malas para não estragar. O motor sempre deixo limpo, eu mesmo vou limpando – uma das limpezas foi quando deixei o carro na North Vel para cuidar de uma batidinha na porta traseira (o que é comum no Fit e carros similares) e eles deixaram meu motor limpinho como brinde.

m15

m19
m20
m24
m25É normal na Itália vermos este veículo tão tradicional:

m5

Esta solução para o transito das cidades grandes é muito legal. Para todo lado se vê e digo que se a Renault comercializasse no Brasil com certeza compraria um. Mas sabe quando uma empresa que lançou o Fluence novo com uma frente linda e a mesma traseira anterior e a mesma empresa na Europa (eles não aceitariam isso) mudou a traseira também. E como tem veículos bonitos da Renault na Europa principalmente na França e Itália

m4

Roma. De surpresa decidimos ir para Roma num bate e volta. Sempre vale a pena conhecer os lugares e cidades mas não fiquei entusiasmado para voltar. Pode ser que não tenhamos visto tudo devido a correria:

m26

m30

m31

m32

m33

m34

m36

m37

m38

E também de Florença pegamos um trem e fomos para Pizza e Lucca. Nos trens que tem um andar mais alto o gostoso é usá-los. E como sempre alguém apronta, sempre tem os engraçadinhos que destroem ou sujam os trens. Não é só no Brasil não. O Metrô de São Paulo é exemplar.

m39

m40
Não sei se vale a pena um deslocamento para conhecer Pizza e Lucca. Só se for para ver a torre inclinada.

m42

Encontrei esta preciosidade passando na cidade Pizza:

m44

m43

Um pulo na cidadela de Lucca. É uma cidade com grande parte das construções dentro de uma muralha. O pessoal caminha nesta parte elevada da muralha.

m45Quando for para a Itália não deixe de experimentar este pão diferenciado e delicioso:

m46

 

m47
De volta a Florença tirei uma foto dos ônibus que circulam por lá com comprimento reduzido. Ficam meio estranhos mas atendem a necessidade da cidade. Óbvio que com ar-condicionado:

m48

Florença (Firenze) à noite:

m49

e as pessoas não param de fazer compras, impressionante. Não gostei de algumas Pizzas que comi pois o molho era idêntico ao de macarrão e não os tomates batidos levementes e frescos como no Brasil e por exemplo na Eataly.

m50


E vamos em frente, na estação esperando trem para Genova. Legal que numa parte da viagem estaremos nos tuneis com visões rápidas do lindo litoral italiano.

m51

Written by drTanajura in: - Turismo | Tags: ,
Feb
20
2015
0

Pajero TR4 – continua ou não

Foi anunciado que em 2015 a Mitsubishi tiraria de produção o TR4. Na página oficial da Mitsubishi continua anunciado para venda. Você compraria um com as notícias veiculadas sobre seu fim?

Eu gostava do jipinho e algumas pensei em comprá-lo. Na concessionária Beni Car da Honda de Campinas loja Taquaral tinha um branco usado a venda já faz um tempinho. Se quiser comprar e não tiver nas concessionárias veja se ainda tem na Beni Car.

pajero

Written by drTanajura in: - Geral |
Feb
18
2015
0

Itália: Pádova, Verona, Veneza, Vicenza, Bassano del Grappa e Morastica

Escolhemos Pádova para ficar hospedados e de lá dar um pulo até as cidades próximas. Desta vez não daria tempo para ir para a Suiça na cidade de Lugano e deixamos para a próxima.

i24

i23

No centro de Pádova e de outras cidades italianas tem bancas no centro da cidade vendendo principalmente alcachofras. Muito bom.

i25

i26

O lindos bondes circulando em Pádova.

Nem vou falar nada da Fiat ser a que mais vende carros no Brasil olhando seu portfólio de produtos. Olha a perua que fabricam por lá. E o proprietário me disse que lá é uma carrinho simples (imaginei em nossa antiga Pálio que continua a ser fabricada).
i27

i28

Um cafézinho ou chá com delicioso doce, em Pádova tem como em toda a Europa:

i29

i45

Novamente um trenzinho e vamos para Vicenza:

i30

i32

i33

E como sempre voltando no final da tarde para Pádova:

E trem para Verona:

i40

i41

i43

i44

i46

Nessa região e principalmente em Veneza são feitas peças a partir dos famosos milefiores (Ravena). São peças lindas e o cara que faz tem que ser muito bom:

i42
E agora para Veneza, a tão comentada Veneza.

i51

i50

A condução por lá, o ônibus, circula nos canais com vários pontos para você descer ou subir:
i52
i67

E na estada em Pádova surgiu a necessidade de ir em mais 2 cidades e valeu a pena. Aproveitamos para ver uns documentos de parentes de minha esposa que na época da guerra vieram para o Brasil. É impressionante a qualidade do atendimento. São todos gentis e as cópias e pesquisas não são cobradas. Lembramos do Brasil pois se passar em frente do cartório já está pagando, se for .gov sabe-se lá quando ficará pronto. Lá é tudo na hora e veja: pesquisando livros de 1900. Lembrei que paguei um valor a maior no Imposto de Renda e demoram 5 anos para analisar e devolver.

Bassano del Grappa, quase na divisa com a Áustria, aos pés das montanhas:

i63

BassanodelGrappa.JPG

i60

i65

i64

i66

E de lá de Táxi para Marostica, também província de Vicenza. A única opção é o Táxi e ele pode te esperar. Caso contrário teria que telefonar para o Táxi em Bassano para ele vir. Não tem como ir de ônibus ou trem.

Marostica7.JPG

i61
i62

E saímos da base de Pádova, novamente pegando um trem, vamos para um Hotel em Firenze ou Florença ou Florentia.

Written by drTanajura in: - Turismo | Tags: , , , , ,
Feb
17
2015
0

Itália: Milão

De Berlim para Milão a viagem foi pela Airberlin. A Airberlin cobrou 85 euros por mala extra. No trecho anterior de Paris para Berlim (Airbelin também) tivemos que deixar alguns itens e revistas para não ficar muito caro.

Os taxistas europeus são esperto,s em sua maioria, e compram peruas ao invés de carro. Os turistas carregam várias malas e isso facilita. No Brasil eu não entendo o motivo de não termos peruas como taxi. Quem está quebrando o galho é a Spin da GM que não é uma perua, mas é confortável e espaçosa (não vamos discutir sua beleza). E veja que linda a nova perua Corolla Taxi da Toyota em Milão:

i1

Chegando no Hotel deixamos as malas guardadas pois a diária começaria às 14h. E o primeiro ponto a ser visitado foi o Teatro Scala de Milão. Para quem gosta de futebol provavelmente teria ido ao San Siro. Isso para torcedores do Milan ou Inter. Por sinal em todos os jornais nesse dia só falavam do Podolski chegando em Milão. No meu caso prefiro ir ao Scala.

i2

i3

Se possível assista um espetáculo no Scala.

E pode ver o piano que foi do Franz List:

i4

A galeria Vittório Emanuele, inaugurada em 1877, é interessante pois tem restaurantes e lojas. Pensei na nossa Rua Barão de Itapetininga que poderia ser revitalizada colocando uma cobertura protegendo a rua e fica perto do Teatro Municipal. Poderia até mudar o perfil do local com novas lojas e restaurantes de qualidade. Nem sonhe…

i5Um piso bem feito dura a vida toda. Não entendo a necessidade de refazer as ruas e calçadas. Faz uma só vez e definitiva. Desde 1877:

i6

E sempre é legal observar os modernos bondes que circulam nas cidades europeias:

i7
Como agora em maio de 2015 a Expo será em Milão, a Itália inteira está fazendo acertos estruturais prevendo o gigantesco número de visitantes. E num local bem legal e cheio de barzinhos em Navigli, bem popular, tem um canal que está vazio para limpeza e somente receberá água quando começar a Expo para a água estar limpa.

i8Por falar em Expo, Milão está preparada, quase tudo pronto (na foto abaixo o local onde ocorrerá a Expo:

i21

e numa das principais ruas de comércio, região conhecida como o quadrilátero da moda, as bandeiras de todos os países que participarão da Expo, entre elas a do Brasil:

i12

No Brasil temos a Idea da Fiat –  lá e em outros países o Fiat 500, um small SUV:

i11

E quem tem grana gosta de uma Bentley. Na Europa toda, incluída a Itália, vemos muitas:

i9

E sempre aquela dúvida, e a Maseratti, quem compra, onde vende esse carro italiano (Fiat)? Na Itália vemos e principalmente na cidade de Londres na Inglaterra.

i20
Mesmo no inverno os parques ficam lindos:
i10
E lá vamos nós para Pádua ou Pádoa ou Pádova de trem, viajando com todo o conforto, segurança, velocidade, espaço para as pernas. Interessante quando compramos 3 ou 4 passagens os assentos já são direcionados onde tem uma mesinha entre os bancos. Muito bom. E as malas numa boa.


i22

Written by drTanajura in: - Turismo,Milão | Tags: , , ,
Feb
16
2015
0

Berlim

Em Berlim o melhor meio de se locomover é o Metrô:

b1

b2E a Tesla já está lá também com suas belas Lojas:

b13

Na Assembléia o Edifício tem uma solução interessante para aproveitamento da água das chuvas e com espelhos que iluminam o plenário:

b5

b4

E uma visita ao Muro de Berlim:

b7
No Brasil na cidade de São Paulo querem derrubar o Minhocão. Em Berlim a parte de baixo é aproveitada com Lojas. Uma ideia para o Minhocão, lojas e bares com messas na calçada numa revitalização da área.



b8


b14


b15
Sony Center:
b18Berlim uma cidade a ser curtida. Na época do final do ano, estando frio ou não todo mundo vai as ruas passear e curtir as feiras de Natal.

b3

b6

b10

b9

b12

O primeiro dia do ano é muito festejado em Berlim recebendo visitantes de toda a Europa pois tem a festa mais animada da Europa. O problema é que o espaço é limitado e muitos não conseguem entrar. Mas sem problema na Alexanderplatz sempre tem lugar e antes da meia noite o pessoal fica cantando e dançando aguardo a chegada do novo ano

b11

b17

E tem muita comida interessante no local.

E a festa mais importante:

b16

 

Written by drTanajura in: - Turismo | Tags:
Jan
26
2015
0

Paris – Acompanhe 8

De Bruxelas fomos para Paris de trem – Thalys. Chegando pegamos um taxi para o Hotel. Desta feita um Holiday Inn ao lado da estação do Metrô Porte de Saint Claude. Um bairro agradável com supermercado ao lado do Hotel, padaria ao lado do Hotel, etc. O único defeito do Hotel é o preço do café da manha e o Lobby muito pequeno. Mas o quarto é agradável, excelente opção para quem também quer sossego. O taxi foi um Mercedes que teve que trazer 2 malas no banco dianteiro e chegando no Hotel cobrou a mais pelas malas. Como já disse, excepcionalmente nesta viagem estávamos com muitas malas.

Bem, não tem como não ir aos pontos principais na primeira viagem:

p5

p16

p13

O Sena (river Seine):

p6

p7

p8

Museu do Louvre é parada obrigatória. E não somente as obras são interessantes:

p17

p18

Não tem como tirar fotos sem os visitantes pois o movimento é grande. Brasileiros por lá tem muito. O que nos deixa feliz, que ótimo ver tantos brasileiros.

p21

p20

p22

p23

p24

p25

p15

p14

p26

Como vegetarianos sofremos um pouco para tomar um lanche rápido, tudo com carne. Pedimos a gentileza de fazerem um lanche vegetariano e arrogantemente disseram que não. Deixa para lá. Foi o único lugar da viagem onde não encontramos outra opção, digo, no local onde fomos dentro do Louvre pois estávamos cansados de tanto andar e querendo voltar para o Hotel.

A dica comum que se dá no Louvre é entrar por baixo por não ter fila e melhor ir na sexta a tarde pois jovens não pagam após as 18h. E mais, você conseguirá com facilidade ficar perto da Monalisa.

A Apple se faz presente no Louvre. É a marca mais usada por todo lado. Todo mundo usa Apple por lá.

p19

Como se locomover em Paris? Acredito que a melhor opção é o Metrô. Onde quiser ir o Metrô leva, e caminhar para os pontos é a melhor opção.

p27

Paris é uma bela cidade, a ser explorada com muita calma. Conhecer os bairros e como vivem os franceses. Comer os pães deliciosos, queijos caros e fantásticos. Conversar com eles, com o jornaleiro, o caixa do supermercado, etc.

Os bairros são bonitos e devem ser conhecidos. Descendo por exemplo na estação de La Muette você caminha num bairro maravilhoso (e tem outras preciosidades) onde é possível caminhar no parque. Muito agradável mesmo:

p3

p1

E olha quem vejo estacionada no bairro, um exemplar da nossa Pálio Weekend:

p2

Paris é Paris e merece ser visitada. Programe 15 dias no mínimo para esta cidade:


p4 p10

E para minha surpresa vejo estacionando em frente do Hotel:

p11

p12
Vemos todo tipo de carro em Paris, mas é impressionante o números de carros pequeno tipo o Smart, Peougeot 107, Toyotinha do tamanho do Smart. 

E de Paris fomos para Berlin de avião pela Air Berlin. A primeira vista ótima. Só que não tem lanche gratuito e cada mala extra custa 85 euros.

Written by drTanajura in: - Turismo,França,Paris |
Jan
18
2015
0

Bélgica – Acompanhe 7

A ideia inicial seria postar os trechos da viagem a cada mudança de País. Ocorre que devido alguns problemas isso não foi possível, mas sempre é tempo. Lembrando ainda que descobri onde se vende tanta Maserati: em Londres. São muitas rodando na cidade.

Após uma bela viagem pela Eurostar chegamos a Bruxelas (a Eurostar que está investindo bastante em novas linhas). Você não percebe a velocidade e tem espaço suficiente frente as latas de sardinha que são os aviões. Isso comparando a taxa econômica com a segunda classe do trem.

E no país onde se produz os melhores chocolates na estação você já aproveita:

a2

Em Bruxelas experimentamos o o Meininger Hotel. É uma ideia nova e interessante. Prédio antigo adaptado a Hotel com opção de quartos para 4, 8 ou mais pessoas e com banheiro próprio. Bom para grupos de amigos e famílias. E tem muitos jovens. Lembra um Hostel mas não é um. A decoração é moderna, bem diferente. Experimente. Tem em outras cidades também como Berlin.

a1

Aqui fica uma observação. Gostamos de quartos com aquele carpete macio e confortável. Agora pergunto: e a limpeza? É muito mais saudável um quarto sem carpete.

a3

O Hotel fica a 3 quadras do Metro:

a9

E dá para ir a pé até a Grand Place toda decorada para o Natal. Assistir o espetáculo das luzes e som. E de quebra a feira de Natal onde encontramos até uma barraca brasileira fazendo pastel, etc.

c5

E tem algumas barracas que fazem na hora batas cozidas, cogumelos e carnes para quem gosta:

a4

c4

c6

c7

Em Bruxelas você pode visitar uma obra singular que foi utilizada na Expo de 1958, o Átomo:

c1

Não que seja tão interessante, mas o legal mesmo é andar dentro da gigantesca estrutura:

c2

E ao lado tem uma área com maquetes das cidades da Europa muito interessantes, parecendo real. Tudo em miniatura, até a própria Bruxelas Grand Place:

c3

E na Bélgica tem as melhores batatas fritas e wafers do planeta.

E novamente utilizando trens uma pulo até a cidade principal da Bélgica em chocolates: Bruges – considerada a Veneza do norte.

b2

a6

a5

a7

a8
b1
E comprovei ser verdadeira a paisagem tão utilizada em Puzle:

c8
São doces e mais doces, um mais bonito e gostoso que o outro:
b3

b4
E de trem mais uma parada em Ghent (Gent). Uma cidade interessante.

Lembrando que em todas as grandes cidades se utiliza muito os antigos bondes só que em versão moderna e fique atento pois eles passam nos trilhos – muitas vezes não percebemos que eles se aproximam:
b7
E se vê em Gent e outras cidades o novo Renegade da Jeep que deve ser lançado no Brasil:
b8

Por sinal os Renegades já estão chegando nas concessionárias do Brasil para o lançamento em março de 2015. A Fiat pretende vender 7 mil unidades por mês. O preço vai partir de 65mil e o porta-malas é muito pequeno.

b9

b10
c9
E voltamos para Bruxelas (os passeios para Bruges e Ghent dá para fazer em 1 ou 2 dias).
c10
Ainda deu tempo para comer o melhor doce de Bruxelas segundo indicações: Wittamer

d2
d1
Olha que preciosidade estacionada em Bruxelas:
d4
d5
Vemos muitos pela Europa e a Fiat não lança no Brasil:
d6

d8
Bruxelas é a capital da Europa. Aqui fica a sede Comunidade Econômica Europeia, União Européia:

d7

E partimos para Paris via Thalys – trens de alta velocidade e muito conforto:

d9

Theme: TheBuckmaker.com Blog Templates | Web Hosting, Gesundheit