Adele Bloch-Bauer I – KLIMT

O quadro em óleo sobre tela com detalhes em ouro laminado puro (lâminas de ouro – folhas super finas) feito por Klimt a pedido de Adele é um dos mais valiosos do mercado da arte. Indo para New York você poderá ver sua edição original que foi concluída em 1907 na Áustria. Mais um motivo para ir a New York.

01

E você poderia perguntar o motivo de um quadro pintado na Áustria ser item permanente numa galeria em New York. Seria somente o preço pago no valor de 135 milhões de dólares. E mais, a vendedora ficou milionária?

02

A Neue Galerie de New York :

O edifício que abriga Neue Galerie New York está localizado no número 1048 Fifth Avenue x 86th Street, em uma área conhecida como Museum Mile. O edifício foi concluído em 1914 por Carrère e Hastings, arquitetos da New York Public Library. É considerado um dos edifícios mais distintos já erguidos na Quinta Avenida. O edifício foi comprado por Ronald S. Lauder e Serge Sabarsky em 1994. O prédio foi restaurado para receber a Neue Galerie New York , voltando ao estado original.

03

 

Disse Renée Price, diretor de Neue Galerie New York: “Esta pintura é tão importante para a Neue Galerie como a Mona Lisa é para o Louvre. Sou grato a Maria Altmann e os herdeiros de Bloch-Bauer, e ao nosso presidente, Ronald Lauder, por trazer esta pintura à Neue Galerie”.

Em Adele Block-Bauer I, uma das maiores obras de Klimt, o ouro é usado em uma variedade de contextos, do fundo brilhante para o tecido do vestido de Adele. O tema parece tornar-se um com seu entorno brilhantes, mas uma figura distinta emerge da profusão de motivos decorativos. Adele aparece como uma mulher complexa moderna, sua inteligência tão evidente quanto sua sensualidade. Suas mãos são dobradas de forma a ocultar um dedo deformado, mas o gesto só contribui para sua misteriosa graça.

 

 

Para saber os detalhes da aquisição do quadro pela Neue, e como o quadro veio da Áustria para os Estados Unidos (Los Angeles) antes de ser comprado pela Neue, não deixe de assistir ao filme A dama dourada – Woman in Gold pelo Netflix:

05

Bonita e com talento

Neste artigo gostaria de prestar um homenagem ao grande diretor do cinema Woody Allen (Allan Stewart Königsberg). Além de ter uma participação singular em seus filmes, sabe escolher e dar oportunidades aos atores. Trabalha sempre com pés no chão sem grandes pretensões, querendo trazer uma mensagem diferente para nós, alegria, descontração.

Veja os prêmios e a carreira do Allan:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Woody_Allen

Entre suas descobertas está Mira Sorvino que teve atuação irrepreensível no filme A poderosa afrodite. Vale a pena ver.

scarlet2.jpg

Oscar 1996 (EUA)

  • Vencedor na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante (Mira Sorvino).

Interessante observar que Woody Allen nunca foi receber suas premiações, entre elas o Oscar de diretor. Allen finalmente compareceu à cerimônia de entrega do Oscar para fazer uma emocionante homenagem à cidade de Nova York, sua paixão.

Veja esta entrevista:

http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u57280.shtml

Trabalhou com várias atrizes, mas tem uma que ele considera especial (mostra que ele entende de beleza e qualidade): Scarlett Johansson.

Diz Allen sobre Scarlett:

She’s “criminally sexy,” Allen, 71, said in an e-mail sent to Vogue about his Match Point muse. “She is unlike anyone who has come before her, and while she is a much stronger actress in every way, there is a tiny bit of Marilyn Monroe in her zaftig humidity.”

A perigosamente sexy Scarlett:

scarlet.jpg

http://pt.wikipedia.org/wiki/Scarlett_Johansson

Indico todos os filmes de Allen com sua atriz predileta.