Virgin, um grupo vegetariano como o fundador?

Richard Branson, vegetariano, é o fundador do Virgin Group com mais de 100 companhias no mundo todo, com 60.000 funcionários em mais de 50 países. Segundo noticiado na imprensa mundial, todas as suas empresas adotaram a alimentação vegetariana como referência.

Principais empresas na área de transportes: Virgin Trains (empresa privada de estrada de ferro, Reino Unido), Virgin America (companhia aérea low cost, Estados Unidos), Virgin Atlantic Airways (companhia aérea de voos intercontinentais, Reino Unido), Virgin Blue (companhia aérea low cost, Austrália e Nova Zelândia), Virgin Express (companhia aérea low cost, Bélgica), Virgin Nigeria (companhia aérea, Nigéria).

A foto acima saiu na VegNews em 2015: “Em uma decisão surpreendente e que chocou o setor aéreo, o fundador da Virgin, Richard Branson, apresentou a Vegan America.” Em abril de 2015, Colleen Holland escreveu na VegNews: “No que pode ser a maior notícia de 2015, Richard Branson fez um anúncio impressionante ontem na sede da Virgin America, em San Francisco. O magnata da companhia aérea disse que em 1 de janeiro de 2016, uma nova frota de aviões da Virgin America seria lançada – “inovação mais importante até esta data”. Enquanto hospedava um fim de semana do CEO em Necker Island (Retiro privado do Caribe de Branson), ele e os amigos Bill Gates, Al Gore e o investidor chinês Li Ka-shing saíram para um passeio de balão. De acordo com Branson, foi durante esse passeio que ele finalmente fez a conexão entre a agricultura industrial e a destruição ambiental. “Há muito tempo estou procurando soluções para combater o aquecimento global, um problema que é muito próximo ao meu coração. Quando Bill e Al me contaram quantos galões de água era necessário para criar um único hambúrguer, fiquei espantado. Eu sabia naquele momento que não só eu desistiria da carne, mas precisava fazer a diferença através dos negócios. Vegan America é o resultado dessa revelação “. Branson disse mais tarde ao New York Times que o investidor Ka-shing – que arrecadou US $ 23 milhões para a companha de alimentos veganos, Hampton Creek, em 2014 – ainda o convenceu de que uma dieta baseada em plantas é o futuro. “Sr. Li tem um histórico exemplar de previsão de mudanças culturais, e é por isso que ele é o homem mais rico da Ásia. Quando o sol se pôs naquele passeio de balão em torno de Necker, ele me olhou nos olhos e disse: “Não se engane. O fim da carne está a apenas alguns anos de distância. Em 2050, o mundo será vegano. Imediatamente após a conferência de imprensa, Branson foi levado num Tesla para a Baía de São Francisco, onde nadou da Golden Gate Bridge para Alcatraz. Com um grupo de golfinhos a reboque, é claro. A co-fundadora da VegNews, Colleen Holland, participou da histórica conferência de imprensa em San Francisco ontem e falou com Richard Branson sobre como se tornar a revista oficial da frota Vegan America.”

Noticiado na revista Exame e na edição de julho da revista Vegetarianos sobre os trabalhos do Branson. E ele esteve em São Paulo num evento da Natura em maio deste ano. Na reportagem da Exame lemos: “É um pecado saber da mudança climática que ameaça a existência do Planeta sem defender a preservação da Floresta Amazônica”, (comentou ele ao lado de um dos fundadores da Natura, Guilherme Leal). 

Alem da alimentação vegetariana em todas suas empresas, se alguém pedir pratos carnívoros eles atendem.

Um outro lado de Branson é que após uma visita a uma prisão de alta segurança na Austrália e um encontro com uma empresa de transporte australiana que empregava ex-prisioneiros há alguns anos que persuadiram Richard Branson dos méritos de empregar ex-infratores. Em outubro de 2011, com uma série de outros executivos-chefe de alto perfil, ele pediu a mais empresas do Reino Unido que empregassem pessoas com convicções criminais. As prisões, disse a carta ao Financial Times, abrigavam “um grande número de pessoas com potenciais que são ignorados pelos empregadores por causa de seu registro criminal. Faz sentido para as empresas do Reino Unido recrutar esses indivíduos e fazer uso de suas habilidades e entusiasmo “. Na época, Branson disse que estava determinado que as empresas Virgin buscariam ativamente empregar entre os candidatos ex-criminosos. Quatro anos e meio depois, o programa de emprego Virgin Trains West Coast para ex-infratores treinou e colocou 25 candidatos em empregos de tempo integral com a empresa (cinco outros abandonaram depois de decidir que eles “não se encaixavam”). “Trata-se de dar às pessoas a dignidade do trabalho“, explica Branson quando nos encontramos em um de seus trens na estação de Londres Euston, disse o repórter Erwin James.

A Virgin East Coast train at King’s Cross station in London.

Virgin Hotels

 

 

Compra de passagem aérea

Existem inúmeras opções no tocante a compra de passagem. Muitos preferem ir em grupo já comprando passagens, reserva de hotéis e guias. É uma opção interessante e cômoda. O melhor mesmo é fazer tudo por conta e passar pelas fases da viagem desde a preparação até a efetivação da mesma. Você pssará horas agradáveis e se for viajar com a família todos ficarão envolvidos. Todos pesquisando cidades, passagens e Hotéis.

Para reservar os Hotéis conte com o site Hoteis.com. O site mostra os hotéis que tem vaga na data pretendida (o único problema que vejo no Hotéis.com é não mostrar também os Hotéis lotados). O site é simples e prático e as avaliações são muito boas. E você ainda ganha uma diária a cada 10 reservadas e efetivamente utilizadas.

Curta todas as fases em família.

Passagens aéreas

A variedade de sites que pesquisam preços é impressionante. A Expedia (da mesma rede da Hotéis.com) mostra vários vôs, mas tive dificuldade em encontrar preços espetaculares e cotações em vários dias como sugestão. A Google Flights é muito boa mas não mostra todas as companhias (por exemplo a Copa Airlines que tem qualidade, pontualidade e preço). Para pesquisar passagens para a América é mais tranquilo pois existem empresas com preços interessantes.
Quando a pessoa não é abonada precisa de vôos mais baratos e para quem pode não existe limite para nada.
Um site interessante é o brasileiro www.voopter.com.br. No meu caso ele não ajudou muito, e o motivo é que gosto de comprar direto das empresas aéreas e ele informa preços e links de ofertas da submarino e outras.
A melhor para pesquisar vôos no momento é a Decolar.com. Eu pesquiso lá e compro diretamente da empresa aérea.