Bom dia, sou Watson e pronto para atendê-lo…

O que é Watson?

Como tecnologia cognitiva, o Watson é uma extensão natural do que os seres humanos podem fazer de melhor.

watson

Geração de hipóteses – quando é feita uma pergunta para o Watson, ele se baseia na geração e avaliação de hipóteses para analisar rapidamente as provas pertinentes e avaliar as respostas a partir de dados díspares.

Linguagem natural – o Watson pode ler e entender a linguagem natural, muito importante para analisar os dados não estruturados que compõem 80 por cento dos dados utilizados hoje em dia.

O Watson representa o primeiro passo em sistemas cognitivos.

Em 2016 o Bradesco utilizará um supercomputador “O Watson” da IBM para fazer o atendimento de seus clientes. Segundo informações da IBM ele está quase fluente na língua portuguesa pois sua língua de origem é o inglês. Ele chegou ao Brasil em 2014 para seus estudos e configuração adequada aos costumes e tudo o mais.

Segundo a IBM ele aprende de maneira similar a um ser humano. Ele estuda semântica, sintaxe e ele conecta esse conhecimento a cada contexto.

Nas palavras da IBM, o Watson é o primeiro sistema de computação cognitiva disponível para comercialização no mundo. Ele interage com os seres humanos por meio da compreensão da linguagem natural, capacidade de aprendizagem e da identificação de padrões de comportamento.

Dentro do Bradesco, o Watson irá interagir com os clientes a partir do atendimento telefônico. pelo telefone). O Bradesco espera que ele vai ajudar os atendentes a tratarem melhor os clientes. Aqui faço uma brincadeira, já pensou se ele virar corintiano, palmeirense, sei lá.

Os funcionários irão treinar o Watson. A combinação de um ser humano e o supercomputador faz com que o atendimento fique rápido, massivo e de qualidade.

Além do Bradesco, outras empresas já se mostraram interessadas no supercomputador. Nos Estados Unidos, o Watson já trabalha com a indústria da saúde há algum tempo.

O Watson “nasceu” em 2003 e foi chamado assim em homenagem ao fundador da IBM, o empresário norte-americano Thomas Watson.

 

CARL ZEISS – as melhores lentes, os melhores momentos

Zeiss sempre foi sinônimo de melhores lentes, a perfeição numa lente. E são vários campos que exigem a melhor lente, seja no seu óculos, no seu equipamento astronômico, na sua máquina fotográfica.

Exija lentes Zeiss para o seu óculos. A Carl Zeiss fabrica uma das melhores lentes multifocais do universo. Se tiver dúvida em qual lente colocar, não se arrependerá da escolha pela Zeiss. Mesmo as lentes de baixo custo – multifocais – apresentam um campo de visão fabuloso.

Eu só uso Zeiss e você?

Very interesting!

O mundo está passando por um processo de rápida mudança, assim como as necessidades de nossa visão. Porém, nossos olhos não estão preparados para os desafios visuais do mundo moderno.
Pensando em atender suas necessidades, a ZEISS apresenta seu novo e completo portfólio de Lentes Progressivas. Com a Tecnologia Precision presente em nossas novas lentes, você terá uma visão nítida, dinâmica e confortável para uso diário com lentes mais finas e leves.

A Carl Zeiss, fabrica somente lentes?

Ledo engano, ela é campeã na área de captura e gerenciamento de dados de medição. Vai do equipamento ao software para cada solução em medição. Robótica orientada altamente precisa da Zeiss é um sistema de processamento de imagens 2D, 3D que possibilita a orientação altamente precisa de um robô, na medida em que a posição dos objetos e peças é determinada com precisão. E tem aplicação em vários setores da industria, automobilística, aeronáutica e outras.

Determinação da posição: A transmissão precisa de informações sobre a localização de uma peça é de vital importância tanto para um posicionamento preciso do robô na sala de trabalho, quanto para a finalização de etapas do processo a jusante.

Reconhecimento da Localização e Posicionamento: A localização exata da peça é determinada com o software de processamento de imagens.

Construção de componentes: Os recursos de posicionamento de uma peça são reconhecidos e aplicados a componentes utilizando-se uma câmera.

Com tecnologia de medição 3D embutida, a posição e localização de uma peça são medidos, sendo feitas correções de etapas subsequentes do processo no programa do robô de medição pelo sistema de robótica orientada.

Teste de visão online da Zeiss

Carl Zeiss Lenses:

Uma viagem aos EUA para comprar o Surface Pro 3

O Surface da Microsoft vem evoluindo desde seu lançamento. Já tive um Surface que foi levado num assalto junto com outro computador de qualidade. O outro que um familiar próximo comprou foi roubado nas imediações da Unicamp em Campinas. E o Surface Pro 3 com o processador I-7 é o top dos tops.

 

m1
Equipamento sem similar e que recebendo o novo Windows 10 será sonho principalmente dos brasileiros, pois são vendidos unicamente nos EUA. Interessante que apesar de suas inigualáveis qualidades vende pouco, não é reconhecido como deveria. Deve ser o motivo pelo qual a Microsof não o produz por aqui.

A única opção é comprar numa viagem e vale a viagem somente para comprá-lo. E não é tão barato, por volta de U$ 1500,00 na versão top com I-7. Digamos que vale esse valor e como. Bateria dura mais de 9 horas em plena utilização. É fantástico.

m2

O modelos do Pro 3:

Intel® CoreTM i3

Uma Superfície Pro 3 que é perfeito para:

A execução de programas de desktop comuns, como o iTunes;
Jogar jogos que necessitem de toques na tela;
Edição de fotos básico e criação caseira de filmes;
Enviar e-mails (óbvio);
Criar e editar documentos no Microsoft Office3.

Intel® CoreTM i5

Tudo o que o Core i3 pode fazer, mais:

Criação e edição de grandes bases de dados ou documentos do Microsoft Office;
Jogos para computador;
Com programas de edição de fotos avançados, como Adobe Photoshop CC3.

Intel® CoreTM i7

Tudo o que o Core i5 pode fazer, mais:

Programas profissionais de edição de vídeo HD como Adobe Premier® Com Pro CC3;
Aplicações de nível profissional como o Visual Studio3;
Desenho e Modelagem 3D com programas como AutoCAD3.

 

O Surface é muito leve, pode cair que dificilmente quebra e o teclado é acoplado com facilidade (magnético). O suporte traseiro é perfeito para se assistir um filme e até trabalhar.

Você poderá aproveitar a viagem e conhecer alguns lugares interessantes – não esquecendo de comprar o Surface.

Califórnia – Carmel – e se der tempo um passeio no Parque Nacional Yosemite

O carro para passear:

 

Onde já se utiliza o Quasiturbine

Zero de taxa de poluição. O Quasiturbine Pneumático:

 

 

http://quasiturbine.promci.qc.ca/EProductQT600SCPneumatic.htm
O “Sistema” não se interessa por soluções diferenciadas. Já imaginou seu carro com motor pneumático? Deve andar mais que meu 1.0. Já pensou em nunca ter que para num Posto de Combustível? Não, não quero. Os Postos têm Lojas de Coveniência e não quero deixar de ir!!!. Postos somente para calibrar os pneus?

 

 

Site oficial do motor Quasiturbine:

http://quasiturbine.promci.qc.ca/EIndex.htm

 

Quasiturbine e o Hidrogênio

As pesquisas com o hidrogênio continuam em alta. Seja a armazenagem do Hidrogênio líquido ou outro modo de utilização do H. Como dar o primeiro impulso para o funcionamento do motor. Este motor poderá utilizar o combustível Hidrogênio. É muito interessante, entra a água para obter o H e sai água pelo escape do veículo.

http://quasiturbine.promci.qc.ca/ETypeHydrogen.htm

Quasiturbine

O Quasiturbine é um motor baseado na tecnlogia Wankel (uma evolução?), motores rotativos. Poderá ser uma solução em performance e consumo?

“Revolução
A mais interessante pesquisa em andamento na área automotiva é um motor que muda completamente o conceito dos motores usados atualmente — que, afinal de contas, é o mesmo há mais de um século. O Quasiturbine, também chamado de Qurbine, é um motor rotativo, com funcionamento parecido com o do motor Wankel. Um rotor gira dentro de um cilindro elíptico, com seus vértices encostados nas paredes da câmara. No espaço formado entre os vértices do rotor e a parede do cilindro forma-se uma câmara de combustão, e como o cilindro é elíptico essa câmara muda de tamanho à medida em que o rotor gira.

  A diferença entre o Quasiturbine e o motor Wankel é o formato do rotor que faz as vezes de pistão. Enquanto no motor criado por Felix Wankel nos anos 40 o rotor é triangular, no Quasiturbine ele é quase quadrado, com dobradiças nos vértices. Cada lado do rotor faz o trabalho de um pistão: em cada volta, o Quasiturbine faz o trabalho de um motor inteiro de quatro cilindros, e são quase eliminados os ‘‘pontos mortos’’, onde o motor não gera energia. O Qurbine trabalha em baixa rotação, atingindo no máximo algo em torno de 3 mil rotações por minuto, e tem um funcionamento muito mais constante e menos ruidoso que o motor a pistão. “

http://www.answers.com/topic/quasiturbine

http://carros.hsw.uol.com.br/motor-quasiturbine.htm

http://www2.correioweb.com.br/cw/EDICAO_20030206/sup_sro_060203_102.htm