O QUE FAZER PARA SOBREVIVER A PARTIR DE 2021 – 1

Novos desafios surgem, a partir do estágio de desenvolvimento atual, para se sobreviver nestes tempos acelerados e com falta de emprego. Mesmo serviços simples e repetitivos nosso amigo Watson (IBM) já dá conta e vem mais por aí. Até às redes sociais estão contaminadas com vírus da pior espécie.Por outro lado existem várias possibilidades para se sobreviver. Vou expor algumas ideias a partir deste post.

Produção de Microgreens – existe falta de produtores no Brasil e exige pouco espaço para sua produção. Na América do Norte e Europa já estão em alta faz tempo.

Microgreens são o novo superalimento e as pessoas estão tentando incorporar cada vez mais em suas dietas – também restuarante utilizam bastante os microgreens. Esses comestíveis benéficos podem ser cultivados no quintal da sua casa. Mas o que exatamente são microgreens?

Os microgreens são vegetais jovens, pequenos, de aproximadamente um a três centímetros de altura, com um sabor aromático que os chefs costumam usar para decorar e sobrepor os alimentos que servem em restaurantes e cafés. Diz-se que essas plantas jovens têm níveis concentrados de nutrientes que podem ir até 40 vezes mais alto do que o tamanho normal produzido. Os microgreens também estão se tornando amplamente populares entre pessoas preocupadas com a saúde por causa de seus alegados benefícios à saúde.

Quem pode iniciar uma fazenda de micro-verdes?

Linesh Pillai, com sede em Mumbai, que é o fundador da UGF Farms, afirma: “Uma fazenda Microgreen pode ser aberta por absolutamente qualquer pessoa”.

Para cultivar microgreens, a Urban Vertical Farming é empregada. A agricultura urbana vertical é um método, que a hidroponia também usa, para cultivar a planta verticalmente, uma sobre a outra em um espaço pequeno. A hidroponia ou a agricultura sem contato direto com o solo (em bandejas) usa uma solução de água rica em nutrientes para cultivar as plantas em vez do solo.

É muito fácil praticar agricultura vertical e cultivar microgreens. Existem vários manuais e tutoriais disponíveis online que você pode consultar.

Como não há solo, o peso na parede ou no telhado é reduzido significativamente, minimizando o risco de danos estruturais à sua casa.

Quanto investimento é necessário para iniciar uma fazenda de micro-verdes?

Pillai compartilha isso: “(Iniciando a agricultura em micro-verdes) É muito simples e cerca de 300 metros quadrados produz 400 kg por semana sem o uso de solo, fertilizantes ou pesticidas.” . ”

Quem são seus clientes em potencial?

Hotéis 5 estrelas, cafés, supermercados e também residências urbanas de classe média alta são seus clientes em potencial. Você pode administrar um negócio B2B (onde você fornece microgreens para hotéis e cafés) e também um negócio B2C (vendendo diretamente para clientes – você pode iniciar o negócio vendendo para seus vizinhos e pessoas em uma localidade específica e expandir posteriormente abrindo um fazer compras).

“Você também pode oferecer os microgreens em um formato interessante, por exemplo, mix de salada, paratha, bhel mix etc. para que os consumidores aceitem e se adaptem a ele”, sugere Pillai, para melhorar a venda e a tração em torno dos microgreens. Ele acrescenta que os vendedores também devem destacar os benefícios de saúde dos microgreens como o principal ponto de venda.

O início de uma fazenda de microgreen é simples (comece no quintal e expanda mais tarde). Também garante que você coma de forma saudável e o produto que você lança no mercado é orgânico e bom para seus clientes.

Tahira Noor Khan – Junior Features Writer da Entrepreneur-Índia

Goog Catch – vegan tuna

Determined to give the Quality Vegan Seal to Good Catch, a question arose about needing a substitute for tuna. Of course, the Ecological side speaks louder due to the rampant consumption and ever-rising demand and destructive fishing practices that are threatening the tuna and various other forms of life around them. In Japan they recently sold a tuna of 278 kilos for 2.7 million Euros (endangered species). Give the importance of vegan tuna to non-vegan and vegan people, of course. The mission of Good Catch is to preserve the natural resources of the ocean, reaching the rich flavors and textures of fine seafood, but made with sustainable and nutritious plant ingredients. This way, you get delicious meals that are good for you and the planet. In vegan tuna they use 6 legumes (peas, chickpeas, lentils, soybeans, fava beans and white beans) and addition of seaweed oil (rich in DHA, an essential fatty acid omega-3 and responsible for flavor). It deserves the 2 stamps from MIamiLogoly.

Decididos a dar o Selo Quality Vegan para a Good Catch surgiu um questionamento sobre precisarmos de um substituto do atum. Claro que sim, o lado Ecológico fala mais forte devido o consumo desenfreado e demanda em constante ascensão e com práticas destrutivas de pesca que estão ameaçando o atum e diversas outras formas de vidas ao seu redor. No Japão recentemente venderam um atum de 278 quilos por 2,7 milhões de Euros (espécie em extinção). Dai a importância do Atum vegano para pessoas não veganas e veganas, claro. A missão da Good Catch é preservar os recursos naturais do oceano, alcançando os ricos sabores e texturas de frutos do mar finos, porém, feitos com ingredientes sustentáveis e nutritivos de origem vegetal. Desta forma, você obtém deliciosas refeições que são boas para você e para o planeta. No atum vegano usam 6 leguminosas (ervilha, grão de bico, lentilha, soja, fava e feijão branco) e adição do óleo de algas marinhas (rico em DHA, um ácido graxo essencial ômega-3 e responsável pelo sabor). Merece os 2 selos da MIamiLogoly.
https://youtu.be/4nCIu93dKzk

#seafoodwithoutsacrifice #plantbasedseafood #almoçovegano #veganosbrasil #veganmiami #oceanconservation #oceanlife#savetheocean #environment #conservation #water #sea #bigbluemovement #comidasaudavel #jantarvegano #saveourplanet #plantbased  #tuna #fishfree #glutenfree #vegan #veganfood #plantprotein #ecology #vegano #comidavegana #prazeremservegano #proteinavegana #novoshabitos #govegan

¿Ya abrazó un árbol hoy?

¿Ya abrazó un árbol hoy? Todavía hay tiempo. Divida ese amor incodincional de su ser para todo el planeta. Abrazar un árbol y ella transmitirá el mensaje a todos los demás árboles, al final sus raíces se comunican y adoran un abrazo, incluso de lejos.

Já abraçou uma árvore hoje? Ainda dá tempo. Divida esse amor incodincional do seu ser para todo o planeta. Abraçe uma árvore e ela transmitirá a mensagem para todos as outras árvores, afinal suas raízes se comunicam e adoram um abraço, mesmo de longe.

Have you hugged a tree today? There’s still time. Divide this unconditional love of your being into the whole planet. Hug a tree and it will transmit the message to all the other trees, after all its roots communicate and love a hug, even from afar.

#abrazoarboles #abracoarvores #hugtrees #networkoftrees #vivafeliz #lifehappy

Vegan Quality

O drTanajura e Vovó Loira criaram um selo que indica sua aprovação quanto a produtos, comidas, Lojas, Hotéis, Pousadas e Restaurantes da linha Vegan de vários países. As análises, a princípio, serão feitas pelo drTanajura que é vegano e a Vovó Loira que não é vegana. Vejam que o teste, por exemplo, de uma comida ou restaurante será feita por um vegano e uma não vegana, com o fim de testar efetivamente o sabor, que deve agradar a quem não é vegano também. O critério é bastante sério e quando indicarmos pode ter certeza que existirá uma grande possibilidade de você ficar agradecido(a) pela indicação.

O selo é de simples caracterização pois o intuito principal é a indicação e não o próprio selo, onde se utiliza uma abóbora, grãos e tomates.

Com a indicação pretendemos incentivar a procura pela qualidade cada vez maior dos produtos e estabelecimentos veganos. O veganismo é uma tendência que cresce rapidamente, principalmente entre os mais jovens. Uma pratica saudável de vida e o sentimento de estar de bem com a natureza. Por um planeta melhor e mais habitável.