Florença (Firenze), Roma, Pizza e Lucca

Chegando em Florença (Firenze) fomos a pé com as malas até o Hotel pois era muito perto e não gostei muito do Hotel. Novamente indico que se fique em Hotéis com bandeiras conhecidas, é difícil dar chabu. O Ibis sempre é uma boa, o Hampton (tem um ferro para passar roupa no quarto sempre), Marriot, Holiday Inn e o Hilton mesmo.

Chegando na cidade lembrei do jogador Sócrates que jogou na Fiorentina (tempo em valia a pena assistir a um jogo de futebol) e de um taxista que peguei em Paris. Ele dizia que não torcia para o PSG de Paris e não gostava mais de futebol e que jogador mesmo foi Socrates (falava socrátes). Por 20 minutos só falou do Socrátes. Por mais pessimista com o futebol atual lembrou do Marselhe com o técnico argentino Bielsa. Esse sim.

E já fomos para a tradicional L’Officina Profumo – Farmaceutica di Santa Maria Novella

m1

m2

Essa botica está fazendo 403 anos de existência em 2015 e foi restaurada. Vale a pena conhecer a edificação.

E como em toda a Itália chupando muitas tangerinas. Tem muita laranja e mexericas por lá.

m3

m23

 

m6
E sem perder tempo visitamos o Palazzo Medici Riccardi. Cosimo de Médici foi um protetor de Marsilio Ficino. Já existia em Firenze a Academia Platonica fundada por Medici. Ficino recebeu de Cósimo de Médici a incumbência de tocar a Academia, que foi instalada na Vila de Careggi em Firenze mesmo. Nesse local Ficino traduziu o Corpus Hermético do legendário Hermes Trismegisto.

Palazzo Medici:

m7

m8
m9

Marcili Ficino (no Palazzo):

m10

Local para meditação:

m11
m12
m13
m14
Numa edição da Revista Pentagrama da Editora de mesmo nome lemos sobre Ficino: Nas conhecidas cartas de Ficino: “Ninguém se eleva a Deus antes de que Deus mesmo, em certa medida, tenha descido até ele.” e mais: “Não é que eu tenha me elevado, mas fui conduzido ao céu. Os elementos pesados da terra não chegam às esferas mais altas, eles são erguidos. Os habitantes da terra não escalam os degraus para o céu, o Pai celeste os faz subir”.

Museu Galileo:

m18


m21


m22
É gratificante encontrar pessoas que tratam seu carro com carinho. Meu carro sempre tem um papelão sobre o carpete do porta-malas para não estragar. O motor sempre deixo limpo, eu mesmo vou limpando – uma das limpezas foi quando deixei o carro na North Vel para cuidar de uma batidinha na porta traseira (o que é comum no Fit e carros similares) e eles deixaram meu motor limpinho como brinde.

m15

m19
m20
m24
m25É normal na Itália vermos este veículo tão tradicional:

m5

Esta solução para o transito das cidades grandes é muito legal. Para todo lado se vê e digo que se a Renault comercializasse no Brasil com certeza compraria um. Mas sabe quando uma empresa que lançou o Fluence novo com uma frente linda e a mesma traseira anterior e a mesma empresa na Europa (eles não aceitariam isso) mudou a traseira também. E como tem veículos bonitos da Renault na Europa principalmente na França e Itália

m4

Roma. De surpresa decidimos ir para Roma num bate e volta. Sempre vale a pena conhecer os lugares e cidades mas não fiquei entusiasmado para voltar. Pode ser que não tenhamos visto tudo devido a correria:

m26

m30

m31

m32

m33

m34

m36

m37

m38

E também de Florença pegamos um trem e fomos para Pizza e Lucca. Nos trens que tem um andar mais alto o gostoso é usá-los. E como sempre alguém apronta, sempre tem os engraçadinhos que destroem ou sujam os trens. Não é só no Brasil não. O Metrô de São Paulo é exemplar.

m39

m40
Não sei se vale a pena um deslocamento para conhecer Pizza e Lucca. Só se for para ver a torre inclinada.

m42

Encontrei esta preciosidade passando na cidade Pizza:

m44

m43

Um pulo na cidadela de Lucca. É uma cidade com grande parte das construções dentro de uma muralha. O pessoal caminha nesta parte elevada da muralha.

m45Quando for para a Itália não deixe de experimentar este pão diferenciado e delicioso:

m46

 

m47
De volta a Florença tirei uma foto dos ônibus que circulam por lá com comprimento reduzido. Ficam meio estranhos mas atendem a necessidade da cidade. Óbvio que com ar-condicionado:

m48

Florença (Firenze) à noite:

m49

e as pessoas não param de fazer compras, impressionante. Não gostei de algumas Pizzas que comi pois o molho era idêntico ao de macarrão e não os tomates batidos levementes e frescos como no Brasil e por exemplo na Eataly.

m50


E vamos em frente, na estação esperando trem para Genova. Legal que numa parte da viagem estaremos nos tuneis com visões rápidas do lindo litoral italiano.

m51

Related Posts with Thumbnails
  • Admiring the hard work you put into your site and in depth information you provide.
    It’s awesome to come across a blog every once in a while that isn’t the same
    out of date rehashed material. Excellent read! I’ve saved your site and I’m
    including your RSS feeds to my Google account.