Teresa Salgueiro canta Alegria: já os sorrisos se dão, já se dão as voltas todas, Ó certeza das certezas, Ó alegria das bodas

Alegria

Já ouço gritos ao longe Já diz a voz do amor A alegria do corpo O esquecimento da dor

Já os ventos recolheram Já o verão se nos oferece Quantos frutos quantas fontes Mais o sol que nos aquece

Já colho jasmins e nardos Já tenho colares de rosas E danço no meio da estrada As danças prodigiosas Já os sorrisos se dão Já se dão as voltas todas Ó certeza das certezas Ó alegria das bodas José Saramago, in “Provavelmente Alegria”

Liberdade, ó liberdade, é para isso que lutamos, é para isso que vivemos agora

Isto é para as irmãs de todo o mundo
Perdemos nossa terra verde, perdemos nosso ar limpo
Perdemos nossa verdadeira sabedoria, vivemos em desespero

Ó irmãs, ó irmãs, vamos nos levantar agora
Nunca é tarde para recomeçar
Ó sabedoria, ó sabedoria, é isso que pedimos
E sim, minhas queridas irmãs, devemos aprender a pedir

Sabedoria, ó sabedoria, é isso que pedimos, é para isso que vivemos agora

Ó irmãs, ó irmãs, vamos acordar, imediatamente!
Nunca é tarde para gritar de nossos corações
Liberdade, ó liberdade, é por isso que lutamos
E sim, minhas queridas irmãs, devemos aprender a lutar

Liberdade, ó liberdade, é para isso que lutamos, é para isso que vivemos agora

Ó irmãs, ó irmãs, não vamos desistir mais
Nunca é tarde para construir um novo mundo
Ó novo mundo, ó novo mundo, é para isso que vivemos
E sim, minhas queridas irmãs, devemos aprender a viver

Novo mundo, ó novo mundo, é para isso que vivemos, é isso que agora devemos aprender a construir.

Yoko Ono, John Lennon, Jerry Rubin, Chris Osborne & Eddie Mottau.

Attica State prison riots benefit concert

Apollo Theater, Harlem, New York 17 December 1971