A escada do autoconhecimento e o Eneagrama

Autoconhecimento é uma das palavras mais faladas desde sempre, com maior ênfase nos tempos atuais. O autoconhecimento é um processo pelo qual passamos em nossa estada na matéria, desde a gestação até o final do período de oportunidades que temos em vida. Tudo, a cada passo, é oportunidade para você e automaticamente para todos os seres da natureza. Afinal, tudo está em nós.

E não existe fim, e, sim oportunidades. Mesmo no último suspiro, ainda temos a oportunidade de desfazer os últimos laços aos quais estávamos presos (pessoas, coisas, etc.). Claro, se não os desfizemos antes.

O ápice do autoconhecimento é a percepção direta do ser real em nós, a verdade mesma, a abertura da porta de passagem para o verdadeiro universo real, a vida mesma – na verdadeira acepção da palavra.

Podemos comparar o autoconhecimento com uma escada em nosso caminhar. Por vezes, de acordo com o que passamos desde a gestação, precisaremos de ajuda para quebrar as pedras iniciais (que farão parte do caminho) até atingir o momento psicológico básico. Se necessitar de ajuda nessa fase, a Bioenergética pode ser de grande auxílio, desde que seja coordenada por profissional com P maiúsculo.

E vamos subindo os degraus da escada do autoconhecimento.

Pode ser que algum degrau tenha sido pulado e a pedra não tenha sido dissolvida e isso incomoda, mesmo já estando nos últimos degraus.

E você pode ter uma ajuda interessante utilizando o Eneagrama, e neste caso indicamos o livro da Beatrice “Eneagrama completo”. Um trabalho meticuloso e aperfeiçoando os trabalhos sobre Eneagrama resgatados por Gurdjieff, Ichazo e Naranjo.

Movimentando o corpo – coronário

A Personal Training – Professora e Mestra em Educação Física, Vivian Lima, da Vvida, está sempre antenada com o que ocorre no mundo da Educação Física. Exercícios Funcionais são os mais importantes para uma vida mais saudável. O exercício Natural também facilita a movimentação geral do corpo. Com experiencia acadêmica adquirida também em vivência universitária de 2 anos na cidade de London, Canadá, na Universidade Western.

Trabalho Espiritual e Psicoterapia, por A. H. Almaas

Existe controvérsia sobre a utilização da Psicologia no caminho espiritual verdadeiro e até aonde podem chegar as terapias e trabalhos na área da Psicologia. Almaas, da Ridhwan School, escreve sobre o trabalho do caminho espiritual da Diamond Approach – abordagem de diamante, esclarecendo sobre essa fronteira, ou não, da Psicologia e o trabalho Espiritual – o desabrochar ou abertura de espaço para que a essência verdadeira do ser possa irradiar um força inexprimível, um quasar.

A seguir palavras de A. H. Almaas (tomei a liberdade de escolher alguns trechos – você poderá ver o original: https://www.diamondapproach.org/public-page/spiritual-work-and-psychotherapy):

“A Abordagem de Diamante não é apenas uma integração da psicologia com a espiritualidade, e não é uma psicologia baseada na espiritualidade. A Abordagem Diamante é um ensinamento espiritual que foi desenvolvido através da direção e orientação do Diamante do Ser (o coração de diamante em nós). Esta orientação foi esclarecida ao longo deste desenvolvimento e é um trabalho e caminho espiritual. A abordagem integra elementos da psicologia moderna em sua investigação particular, mas também elementos de psicologias antigas.”

Sobre a utilização do Eneagrama: “Hoje, após uma série de aprimoramentos, o teste eneagrama se tornou um reconhecido modelo de autoconhecimento. É uma técnica bastante eficaz para fortalecer os aspectos positivos dos nossos comportamentos pessoais e profissionais, além de orientar como superar os comportamentos considerados “fracos”.”

“É fundamental para a Abordagem de Diamante como os métodos e conceitos psicológicos ajudam a abrir a alma à sua essência, e quão diferente isso é de usar esse conhecimento para o tratamento de distúrbios mentais. “

“A Abordagem de Diamante é similar aos ensinamentos espirituais tradicionais a esse respeito: ela não vê como a experiência da alma humana possa ser dividida em uma parte psicológica e uma parte espiritual. De alguma forma, a separação do psicológico do espiritual pode dar sentido à experiência egóica, e é definitivamente uma expressão disso.”

“A visão da Abordagem Diamante é que a realidade é o misterioso absoluto que se manifesta em várias dimensões ilimitadas do Ser. O absoluto manifesta toda a realidade através de seu inerente dinamismo criativo, que reflete uma dessas dimensões sem limites, o Logos. Ser, nas suas várias dimensões, diferencia-se na multiplicidade do universo físico, os vários aspectos da essência e dos veículos de diamante, e a alma que vive em todas as dimensões, cujas qualidades espirituais são os aspectos essenciais, e quem pode desenvolver e amadurecer para se tornar transparente para todos os aspectos e dimensões do ser, integra o absoluto como fonte, natureza, identidade e lar.”

“A orientação da psicoterapia é abordar os distúrbios mentais, as dificuldades emocionais, os estresses severos da vida, e assim por diante, a fim de aliviar o sofrimento dessas dificuldades e, mais especificamente, aliviar ou curar desordens ou rupturas emocionais. O objetivo é uma vida normal e saudável, mas saudável e normal no sentido convencional, e não no sentido espiritual.”

“A orientação da Abordagem de Diamante é para abrir a alma a sua verdadeira natureza espiritual, e seu desenvolvimento para incluir esta natureza em sua vida cotidiana.”

“Na abordagem de diamante, o objetivo não é uma vida convencional saudável ou normal, não é uma vida saudável que aprecia a transcendência, mas o completo e total retorno da alma ao absoluto, sua natureza e lar. Mais especificamente, a orientação da Abordagem de Diamante é para a auto-realização de todas as dimensões do ser e para a incorporação dessas dimensões em uma vida pessoal.”

“A aplicação em profundidade e a longo prazo do trabalho da Abordagem de Diamante, em princípio, expõe todos os problemas psicológicos que o aluno tem. A realização espiritual, quando progride, está fadada a curar as várias feridas psicológicas que o estudante tem. Alguns indivíduos precisam de psicoterapia porque têm necessidades psicológicas urgentes, que geralmente não podem esperar pela influência curativa a longo prazo da realização espiritual. Eles precisam de psicoterapia para poder lidar com sua vida cotidiana sem incapacitar pela dor ou conflitos internos.”

“Frequentemente, os problemas psicoterapêuticos dificultam, às vezes até impossibilitam, para o estudante se engajar no efetivo trabalho espiritual. É por isso que, às vezes, encaminhamos os alunos a várias formas de terapia, para que possam lidar com essas necessidades urgentes de maneira mais eficaz e a curto prazo.”

“A Abordagem Diamante também é orientada para a investigação interior e compreensão do universo físico, Deus ou ser cósmico, e a relação dos dois, mais sua relação com a alma humana. Isso ocorre porque a visão espiritual inclui a natureza da realidade e não apenas a natureza da alma humana.”

“A diferença de orientação é claramente visível na relação entre o professor e o aluno no trabalho espiritual, e entre o terapeuta e o cliente na psicoterapia. A relação entre professor e aluno, como na Abordagem de Diamante, é engajar-se em uma relação de investigação sobre a natureza do eu e da realidade, em prol da realização espiritual do estudante. A natureza da relação é bastante aberta, onde a função do professor é claramente vista como de orientação e apoio no caminho gradual para a abertura da alma. A relação não é centrada em torno das dificuldades emocionais do aluno, mas sim em torno de seus anseios espirituais. Em contraste, a relação entre o terapeuta e o cliente é específico e orientado para objetivos. O cliente chega ao terapeuta com certas dificuldades psicológicas, e a relação é especificamente para lidar com essas dificuldades, a fim de melhorar ou curá-las.”

“A Abordagem de Diamante acumulou uma enorme quantidade de conhecimento – experiencial, objetivo e preciso – sobre várias realidades espirituais. Isso inclui o conhecimento da essência, seus aspectos e dimensões, como eles se relacionam com a alma e como eles são bloqueados e / ou distorcidos pela presença de estruturas específicas do ego e conflitos emocionais. Também inclui o conhecimento das várias dimensões ilimitadas do ser, como elas se relacionam com a essência e a alma, como elas se relacionam com o corpo e o universo físico, e como elas são distorcidas pela presença de atitudes e estruturas específicas do ego e os conflitos emocionais que expressam essas atitudes e estruturas.”

“Também usamos técnicas de visualização, cantos de mantras e várias práticas espirituais em nossos grupos. Nossos métodos incluem conversas e leituras, que possuem três funções principais:

  1. transmissão direta, iniciação ou fortalecimento;
  2. disseminação de informação e conhecimento do diamante;
  3. trabalho com a energia e a consciência dos grupos para trazer, lidar e enfrentar muitas questões e atitudes.”

É importante lembrar que a Abordagem de Diamante é feita dentro de três formatos inter-relacionados: grandes grupos com os weekends e retiros, pequenos grupos e sessões privadas – e que isso não pode ser feito completamente ou de forma mais eficaz, exceto pela participação em todos esses formatos.”

“A orientação é para usar respiração e várias posturas e movimentos para energizar o organismo físico em prol da expansão e do aprofundamento da consciência do corpo, o lugar específico da experiência da alma. Isso é para auxiliar a prática de investigação da experiência, e não para os propósitos usuais das várias abordagens corporais.”

“É importante que tanto os alunos quanto os professores (mentores dos grupos pequenos), no geral, mas especificamente na Abordagem de Diamante, reconheçam e apreciem as semelhanças e diferenças entre o trabalho espiritual e a psicoterapia. Isso é necessário para o maior benefício de qualquer um. A psicoterapia fornece um serviço especializado e específico que precisa ser visto com precisão, não é um serviço provido pelo trabalho espiritual, para que esse serviço seja apreciado e seu lugar seja compreendido. O trabalho espiritual precisa ser entendido como o de abordar os anseios espirituais da alma, anseios que transcendem as necessidades de psicoterapia, que são diferentes da necessidade de cura e reparação de rupturas.”

Esperamos que esses trechos mostrem o trabalho dessa Escola Espiritual situada em Berkely, Califórnia – a partir da palavra do Almaas.

Quasar…Supernova – Open Conference

Um evento verdadeiramente espiritual provoca alterações em todo o macrocosmo. E porque não dentro do Homem que labora pela verdade, que encontra e dá espaço para sua essência. É uma possibilidade e não um sonho…

Quasares são fontes de energia muito intensas e brilhantes em algumas galáxias gigantes distantes, onde uma ação energética está ocorrendo, alimentada por um buraco negro super massivo no centro daquela galáxia.

Supernova é um evento astronômico que ocorre durante os estágios finais da evolução de algumas estrelas, que é caracterizado por uma explosão muito brilhante.