Teresa Salgueiro canta Alegria: já os sorrisos se dão, já se dão as voltas todas, Ó certeza das certezas, Ó alegria das bodas

Alegria

Já ouço gritos ao longe Já diz a voz do amor A alegria do corpo O esquecimento da dor

Já os ventos recolheram Já o verão se nos oferece Quantos frutos quantas fontes Mais o sol que nos aquece

Já colho jasmins e nardos Já tenho colares de rosas E danço no meio da estrada As danças prodigiosas Já os sorrisos se dão Já se dão as voltas todas Ó certeza das certezas Ó alegria das bodas José Saramago, in “Provavelmente Alegria”

Acariciou a rosa, que lhe sorria…

Pensei em postar esta foto da rosa que se abriu para aquela menina que se ausentou por um tempo, seguindo o caminho dos Pais.  
Desde a primeira vez que viu a roseira e suas rosas se encantou e adotou. E surgiu uma oportunidade de voltar para a casa do interior por um dia, e nada combinado com a roseira. Mas eis que ao chegar correu para a roseira e incrível, a surpresa que a roseira preparou e abriu para ela a rosa mais bonita, trazendo em seu interior aquela tênue cor dourada. E ela, com sua pequena mão acariciou a rosa, que lhe sorria. 
A pureza do coração – a essência daquela alma que se forma – e que um dia será uma rosa aberta e transbordante de sua cor dourada interior. Que mensagem mais bonita para a criança, que com certeza sentiu o frescor, a alegria contagiante dessa flor tão significativa. Uma alma que deve crescer em liberdade, sem a formatação que a vida impõe. 

Fantastic Fungi

O meu querido amigo Luiz indicou o Fantastic Fungi. É um aprendizado e alguns pontos poderiam ser questionados, especialmente no uso dos cogumelos no tocante a levar o paciente, em poucas aplicações, a vislumbrar outro campo – assim, o pequeno ponto ou barreira psicológica que seria a causa da doença grave (câncer) fica em segundo plano (não eliminado). Porém, tem que haver um gerenciamento perfeito dos envolvidos.

Muitas vezes ficamos fixados num problema, por vezes pequeno, e damos voltas e mais voltas e não nos livramos dele e isso pode ser impactante ao gerar uma doença grave. Dizem pesquisas que ao sofrer um baque psicológico em 6 meses poderá surgir um doença grave.

E um trabalho espiritual efetivo que toca e desperta a essência que passa a dominar a alma passando a um novo estado de consciência também é efetivo contra o aparecimento de doenças ou sua solução.

E Rudolf Steiner fala com propriedade: “Na verdade, nunca esquivei de me expor a qualquer perigo de infecções e realmente nunca peguei nada, nunca me infectei. Isso mostrou que a mera consciência, a poderosa consciência da existência de uma doença, pode causar a doença por meio do corpo astral.”

Tudo tem a ver com nosso estado de consciência (sempre a situação atual da alma em relação a sua essência, sua base). Quanto maior a presença e preponderância da essência sobre a alma a consciência vai se refinando e se abrindo. E purificado o global do ser e seus relacionamentos.

Liberdade, ó liberdade, é para isso que lutamos, é para isso que vivemos agora

Isto é para as irmãs de todo o mundo
Perdemos nossa terra verde, perdemos nosso ar limpo
Perdemos nossa verdadeira sabedoria, vivemos em desespero

Ó irmãs, ó irmãs, vamos nos levantar agora
Nunca é tarde para recomeçar
Ó sabedoria, ó sabedoria, é isso que pedimos
E sim, minhas queridas irmãs, devemos aprender a pedir

Sabedoria, ó sabedoria, é isso que pedimos, é para isso que vivemos agora

Ó irmãs, ó irmãs, vamos acordar, imediatamente!
Nunca é tarde para gritar de nossos corações
Liberdade, ó liberdade, é por isso que lutamos
E sim, minhas queridas irmãs, devemos aprender a lutar

Liberdade, ó liberdade, é para isso que lutamos, é para isso que vivemos agora

Ó irmãs, ó irmãs, não vamos desistir mais
Nunca é tarde para construir um novo mundo
Ó novo mundo, ó novo mundo, é para isso que vivemos
E sim, minhas queridas irmãs, devemos aprender a viver

Novo mundo, ó novo mundo, é para isso que vivemos, é isso que agora devemos aprender a construir.

Yoko Ono, John Lennon, Jerry Rubin, Chris Osborne & Eddie Mottau.

Attica State prison riots benefit concert

Apollo Theater, Harlem, New York 17 December 1971