A dança da automanifestação

Tarefa cósmica a nós confiada.

Cynthia Bourgeault, que vive no estado de Maine:

“A troca divina – na grande tarefa de dar e receber somos alimentados e alimentamos outros reinos fora de nossa realidade terrena. Sentimos a relação entre os reinos visível e invisível, não como uma escada de degraus hierárquicos para subir e escapar dos estados inferiores do ser, mas como no girar de dança interminável – do amor que se doa. À medida que nos permitimos participar da livre troca da criatividade divina, o amor se manifesta. Além disso, nós humanos, como personificação da consciência, somos responsáveis ​​por tornar esse amor divino manifesto neste reino do tempo / espaço. Aprenda como, ao seguir o caminho de Jesus, liberamos nosso Ser essencial à medida que ajudamos a cumprir o profundo anseio do Divino.”

Momento de oportunidade ou oportunidade do momento?

No post anterior falamos do Enneagram e que as linhas que compõe a imagem ligando os 9 pontos são totalmente dinâmicas, sempre em movimento. Mais, você somente consegue compreender o Enneagram dentro de você, no seu interior, num, digamos, trabalho contínuo de autoconhecimento e consequente silêncio.

E Krishnamurti, disse num capítulo sobre o autoconhecimento:

“Para compreender esse processo, deve haver a intenção de conhecer o que é, seguir cada pensamento, sentimento e ação; e perceber isso é extremamente difícil, porque o que é nunca está parado, nunca é estático, está sempre em movimento. O que é, consiste no que você de fato é, não no que gostaria de ser; não é uma ideia, porque esta é uma ficção, mas na verdade aquilo que você está fazendo, pensando e sentindo de momento a momento. O que é é o real, e compreender isso exige realmente uma mente muito atenta e ágil. Mas se começarmos a julgar o que é, se começarmos a recriminá-lo ou oferecer resistência a ele, então não compreendemos seu movimento.”

E veja as preciosidades que diz Krishnamurti ainda muito atual (olha que disse isso já tempo, hein…):

“Os problemas do mundo são tão colossais, tão complexos, que para compreendê-los e resolvê-los devemos abordá-los de forma muito simples e direta; e simplicidade, objetividade não depende das circunstâncias externas nem de nossos preconceitos e preferências pessoais, Conforme tenho apontado, a solução não será encontrada por meio de conferências (para solucionar problemas mundiais), projetos ou mediante a substituição de líderes antigos por novos ou outras ações dessa natureza. A solução, obviamente, encontra-se naquele que cria o problema, no criador do transtorno, do ódio e da imensa incompreensão existente entre os seres humanos. O criador dessa perturbação, o criador desses problemas, é o indivíduo, você e eu, não o mundo como pensamos que seja. O mundo é o seu relacionamento com o outro. Ele não é algo separado de você e de mim; o mundo, a sociedade, é a relação que estabeleço ou procuro estabelecer com cada um. Portanto, você e eu somos o problema, e não o mundo, porque o mundo é a projeção de nós mesmos, e, para compreendê-lo, precisamos nos compreender. Ele não é separado de nós; nós somos o mundo, e nossos problemas são os problemas do mundo. Não podemos deixar de sempre ressaltar isso, porque temos uma mentalidade tão apática que achamos que os problemas do mundo não são de nossa conta, que devem ser resolvidos pelas Nações Unidas ou pela substituição de velhos líderes por novos. É uma mentalidade muito obtusa a que pensa dessa maneira, porque somos responsáveis pelo terrível sofrimento e pela confusão que ocorrem no mundo, este iminente estado de guerra.

Para transformar o mundo, devemos começar por nós mesmos; e o que importa ao iniciar por si mesmo é a intenção. A intenção deve consistir em compreender a nós mesmos e não deixar que os outros se transformem ou realizam uma mudança superficial por meio de uma revolução, seja de esquerda ou de direita. É importante compreender que esta é uma responsabilidade nossa, sua e minha; porque, por menor que possa ser o nosso mundo particular, se pudermos transformar a nós mesmos, criar um ponto de vista radicalmente diferente em nossa existência diária, talvez, então, possamos afetar o mundo como um todo, numa relação ampliada a todas as pessoas. Como tenho dito, vamos experimentar e investigar o processo de compreensão de nós mesmos, que não é um processo separativo. Não se trata de se retirar do mundo, porque você não pode viver no isolamento. Ser é estar em relação, e não existe essa coisa de viver isolado. É a ausência de uma relação correta que gera conflitos, sofrimento e luta; por menor que nosso mundo possa ser, se transformarmos nossa relação nesse mundo restrito, será como uma onda se ampliando para o exterior constantemente. Acho que é importante perceber este ponto: o mundo se constitui de nossas relações, ainda que limitadas; e se pudermos operar uma transformação aí, não uma transformação superficial, mas uma mudança radical, então poderemos realmente transformar o mundo. A verdadeira revolução não acontece de acordo com determinado padrão de esquerda ou de direita, mas por uma revolução de valores; de valores reais, e não superficiais ou originados a partir de influências do meio. Para descobrir esses valores verdadeiros que se originam a partir de uma revolução radical, uma transformação ou uma regeneração, é essencial compreender a si próprio. O autoconhecimento é o princípio da sabedoria e, por conseguinte, o início da transformação ou regeneração. Para compreender a si mesmo deve haver a intenção de compreender – e é nesse ponto que surge nossa dificuldade. Embora muitos de nós nos encontremos descontentes, e desejemos uma mudança súbita, nosso descontentamento é canalizado apenas no sentido de alcançar um resultado; estando descontentes, procuramos uma ocupação diferente ou simplesmente sucumbimos ao ambiente. O descontentamento, em vez de nos acender uma chama, provocando-nos um questionamento sobre ao processo total da existência, ele é afunilado, e, desse modo nos tornamos medíocres, perdendo aquele foco, aquela intensidade para descobrir o significado da existência como um todo.”

Enneagram

É chegado o momento de ser revelado esse símbolo (incompleto em si e a se tornar vivo em nós) considerado tão importante, e que no passado foi necessário mantê-lo em segredo. Perde-se no tempo o início de trabalhos baseados no Enneagram. Uma variação foi usada pela ordem Sufi “Brotherhood of the Bees”. Mais recentemente, Gurdjieff disse que o círculo fechado do Enneagram representa um processo ininterrupto e que se repete sempre (até o equilíbrio do ser – revelação da essência interior). E separados, na divisão da circunferência, temos 9 ponto que representam as etapas do processo (uma oitava que começa e termina no dó e intervalos – como fazemos com os dedos no piano dó, ré, mi e troca o dedo). O vértice superior do triângulo é o ponto 9 (dó). O triângulo é a Lei dos três, que representa a presença de elementos superiores. O Enneagram tem que ser imaginado como algo que está sempre em movimento (como tudo na vida). O Enneagram é um ‘perpetuum mobile’, máquina do movimento eterno, e só pode ser experimentado interiormente. Ainda segundo Gurdjieff, a pessoa que é capaz de usar o Enneagram não tem necessidade alguma de livros ou bibliotecas e poderá ler nele as leis eternas do Universo. Anos depois, Oscar Ichazo e Claudio Naranjo utilizaram o Enagrama em trabalhos sobre a personalidade humana. E o líder espiritual A. H. Almaas também utiliza o Enneagram:

1- Falling a sleep – a atitude de sempre provar a nós mesmos ou a outras pessoas que somos perfeitos e certos, é uma maneira de encobrir a crença ou o sentimento de que há algo errado conosco – estamos adormecendo – mudando a atitude chega-se na Santa Perfeição.

2-Improving – sente-se que a vontade é ineficaz e não funciona se as coisas não estiverem acontecendo da maneira que desejamos ou achamos que deveria – não aceitar que tudo o que está acontecendo é exatamente o que tem de acontecer – melhorando chega-se a Santa Vontade, Santa Liberdade.

3-Manipulating – atividade do ego que não confia que o Ser ou Deus está fazendo tudo, fará tudo e, se alguém se render a isso, seu impulso otimizador o libertará espontaneamente – manipulando até a Santa Harmonia, Santa Lei, Santa Esperança.

4-Striving – atividade de controle do ego – a tentativa de controlar a experiência de alguém para não experimentar o sentimento de desconexão. Essa atividade de controle apoia basicamente a identificação com o ego, que cria um centro falso para suprir a ausência de um centro real – esforçando-se até a Sagrada Origem.

5-Controling – evitar lidar com a realidade, esconder-se dela, tentar separar, retirar, fugir disso, interromper o contato – basicamente para não ficar em contato com o que a realidade está apresentando. O que você mais deseja evitar é o próprio estado de deficiência – controle até a Santa Onisciência, Santa Transparência.

6-Withdrawing – uma defesa contra ambiente que parece hostil e ameaçador, o sentimento interior de insegurança terrível. Sempre desconfiado e na defensiva. Isso pode assumir a forma de suspeitar de seus próprios motivos ou não se deixar interiorizar (profundamente), porque teme o que vai encontrar lá e suspeita que não será bom – retirada até a Força Santa, Fé Santa.

7-Suspiciously defending – em vez de se render ao Santo Plano, você cria seu próprio plano e se envolve na atividade do ego, em vez de se render à Santa Obra – suspeitosamente defendendo até a Santa Sabedoria, Santo Trabalho, Santo Plano.

8-Planning – culpa a si mesmo por não ser iluminado, a pessoa se sente culpada por não ser um Ser realizado. Quanto mais fundo você entender o sentimento de culpa, mais perceberá que se sente culpado por não ser real. Isso é particularmente relevante quando você percebe o aspecto essencial do Ponto, a Identidade Essencial. Aqui você vê que carregou consigo um profundo sentimento de culpa por perder o contato com sua verdadeira natureza. Você abandonou o que é real em você; você se abandonou – planejamento até a Verdade Sagrada.

9-vértice superior do triângulo – Blaming – ilusão de que a amabilidade e, portanto, o amor é condicional. A alma fica inconsciente ou “adormece” à sua verdadeira realidade (verdadeira natureza) e à realidade da existência. Pode-se sentir essa qualidade em todos cuja alma não está acordada, esquecendo a realidade objetiva. É por isso que a prática específica necessária para despertar é a lembrança de si mesmo – culpar até chegar o Santo Amor.

Compre a camiseta no link abaixo:

Camiseta Enneagram de João Limana #colab55. Tags: eneagram

Atividades e Oportunidades no mercado – 1

Republicando da MiamiLogoly – com novo título.

Horta orgânica em caixas de madeira certificada – refil de reposição

Já é uma tendência ter paredes vivas com plantas, jardins e hortas. Também se utiliza diversos tipos de caixas para plantar, no nosso caso, verduras e legumes. Nos próximos anos o aumento de pessoas que utilizarão produtos orgânicos será maioria. E a tendência de colher na hora e fresquinho estará sempre em alta – mais ainda em apartamentos (seja com as sacadas ou não). E não será uma decisão somente dos Pais, as crianças que estão nascendo já são muito diferentes e preocupadas com a natureza e consumo inteligente de alimentos.

A ideia é que uma floricultura ou jardineiros (que já dão manutenção em hortas de apartamentos e casas) utilizem um novo sistema, ou seja, caixas em madeira prontas e bonitas (nada de caixote) onde dentro vai um refil. Esse refil poderá conter (fora a terra preparada): sementes a germinar, brotos em crescimento e também para ser colhida em uma ou 2 semanas. Como exemplo citamos: mix de ervas, legumes, Panc, hortaliças e também no formato de microgreens. Também poderá ser refil somente com alface, outro com cenouras já brotando etc. O cliente terá que comprar as caixas de madeira inicialmente (do mesmo fornecedor).

O fornecedor produz os refis e troca na residência ou o cliente poderá retirar. Também seria possível uma aula de como cuidar, colher e guardar as sobras que poderão ser devolvidas no refil, servindo como futuro adubo natural.

Tâmaras frescas

Atualizando Posts antigos

As tâmaras secas são encontradas com facilidade nas casas do ramo. Existem também as tâmaras frescas que secam na própria palmeira. E para completar as produzidas em Israel são as melhores;

5d

As tâmaras frescas e boas para a saúde são maiores e muito suaves ao paladar e apresentam uma concentração muito menor de açucares comparadas com as secas. A pergunta que não cala é como pode nascer no deserto um fruto tão rico em propriedades. Em termos de nutrientes a tâmara é completa.

5c

Todas as nove variedades de tâmaras cultivadas em Israel, encontradas em qualquer prateleira de supermercado, têm características que as tornam melhores do que outras variedades  – no princípio de ajudar a proteger aqueles que as consomem contra doenças cardiovasculares principalmente. As variedades mais eficientes são as amarelas Barhi, Deri, Medjool e Halawi. Produzidas no Vale do Jordão e em Arava. São indicadas por especialistas como as melhores para a saúde.

5b

As tâmaras frescas contém:

Proteínas
Sais
Vitamina A
Vitamina B1
Vitamina B2
Vitamina B3
Vitamina B5
Vitamina B6
Vitamina B9
Vitamina C
Açucares como Glicose, Frutose e Sucrose
Magnésio
Cálcio
Ferro
Fósforo
Potássio
Fibras
Zinco
Selênio
5fMagnésio e cálcio – desenvolvimento ósseo, relaxamento dos músculos, das artérias e dos nervos excitados. O Cálcio contrai os músculos. Combate o stress pelas suprarrenais e inflamação da próstata.

Ferro – produção de células vermelhas do sangue.

Potássio – equilíbrio do sistema nervoso, músculo

Fósforo – crescimento e resistência óssea

Selénio – equilíbrio e crescimento celular  combatendo o envelhecimento, próstata.

Zinco – proteção do sistema imunológico, gravides e fase de crescimento, próstata.

5a

 

Comer três tâmaras por dia não aumenta os níveis de açúcar no sangue de pessoas saudáveis, mas reduz os triglicerídeos do sangue e melhora o colesterol diminuindo o risco de doenças cardíacas e derrames, afirmam especialistas em saúde.

5e

Paz

#amor #amartodos #amorincondicional #givepeaceachance #Paz #chegacansei #poucoimporta #ceder #humildade #união #peace #Whiteflag

Compre as camisetas:

https://www.colab55.com/@drtanajura/tees/miamilogoly-2https://www.colab55.com/@drtanajura/tees/miamilogoly-2

Camisetas MiamiLogoly série Climate Solutions – 1

Climate Solutions

Indigo, MiamiLogoly partner, believes in a natural climate solution, a global solution to the climate crisis. The planet is asking for help: climate change, food waste, polluted water, environmental devastation and war. Indigo believes that nuclear wars and testing are at the heart of climate problems. And always few decide a war, in the past the most powerful and who decided the war was the first to face the enemy. And in the drone bombs, who is the passenger?

https://teespring.com/pt-BR/climate-solutions-8871?pid=175&cid=4794

image.png

Camisetas e produtos da MiamiLogoly

Serão vários modelos de camisetas. As próximas serão da turminha da Ecologia.

Onde comprar:

https://teespring.com/pt-BR/amigos-february-2020?pid=211MiamiLogoly

T-shirts and other products
There will be several models of T-shirts. The next ones will be from the Ecology group.
Where to buy:
https://teespring.com/pt-BR/amigos-february-2020?pid=211

#camisetasespeciais #teespring #camisetas #ecologia #sacolas #SpecialT-shirts #T-shirts #ecology #sacks

O QUE FAZER PARA SOBREVIVER A PARTIR DE 2021 – 7

Fabricação e importação de queijos plant-based, massas veganas e ponto de venda

O nível dos queijos fabricados na Califórnia, Vancouver e Europa (mais na França) atingiram um patamar impressionante. No Brasil, ainda estamos engatinhando nessa arte de fazer queijos veganos/ plant-based originariamente saborosos (sem adição de sabor idêntico aos queijos feitos com leite animal). Podem seguir as técnicas tradicionais de mestres queijeiros (base leite vegetal em nosso caso) ou terem tempero mesmo (tipo Miyoko’s da Califórnia – que são espetaculares). O ideal seria viajar para conhecer esses queijos e tentar importar e por que não fabricar aqui similares, em parceria ou não. É uma porta aberta e em breve teremos um salto quântico na qualidade de nossos queijos plant-based. Alguns poucos restaurantes do Brasil já fornecem uma tábua de queijos (pequena porção) saborosos feitos na própria casa. É um caminho para o sucesso. E mais, para provar tem que chamar algum especialista em queijos tradicionais, se fizer careta desista da ideia, caso contrário vai em frente.

Algumas marcas da Europa: Les nouveaux affineurs, Jay and Joy, Happy Cashew, Vegusto, Tomm’Pousse, Nature et Moi, e outros.

#cantinaplantbase #pizzariaplantbased #pizzavegana #cantinavegana #plantbaseddiner #lanchoneteplantbased #lojadeprodutosveganos #govegan #lojadeprodutosplantbased #cheeze #queijosveganos #queijosplantbased #whattodotosurvive #comosobreviverapartirde2021#novosnegocios #novaera #comosobreviver #ideiasdenegocios #negocioscompoucoinvestimento #plantbasedproductsstore