Projeto Âncora, um passo adiante, e de passo em passo…

A Cidade Âncora propõe o retorno à cidade autêntica, à reconciliação das pessoas com o espaço. Cidade na qual seja possível viver a fraternidade e a justiça.”

O Âncora é um projeto transformador que surge para tentar resolver um problema da sociedade, mas que não quer apenas resolver problemas pontuais e nem quer que a comunidade dependa dele para resolver seus problemas.

Surge com o nome de Cidade Âncora, conceito que ajuda a esclarecer um sentido mais profundo da filosofia e da identidade do Projeto Âncora. Como cidade o Âncora ganha a feição de uma experiência de vida comunitária, promovendo uma convivência ética entre seus membros, possibilitando uma experiência educativa de desenvolvimento da cidadania e infunde na “entidade” e no “projeto” um sentido comunitário mais profundo.

Reportagem de Alexandre Henderson que fez uma aula numa escola que não tem série, não tem sala de aula, não tem prova e todos os espaços dão uma oportunidade de aprendizado para os alunos. As aulas reúnem crianças de todas as idades que experimentam e compartilham o conhecimento. Vamos ver como eles aprendem Matemática?
http://g1.globo.com/como-sera/noticia/2017/07/hoje-e-dia-de-matematica-aprender-brincando.html

Pedagogia Waldorf – 100 anos

Defendemos sempre que o Brasil será uma País diferente quando der toda a atenção para a Educação. Uma educação onde a criança tenha total liberdade no aprendizado. E nesse caminho preservando a semente (essência) interior de cada criança.

Jpeg

As Escolas Waldorf completam 100 anos (poderíamos dizer melhor Pedagogia Waldorf). Uma das principais escolas Waldorf em São Paulo chama-se Escola Rudolf Steiner (no Alto da Boa Vista).

Muito interessante um dos vídeos da comemoração dos 100 anos:

Faça um curso de tecelagem manual em Penedo com O tecelão Rodrigo

Iniciamos nossos posts sobre a Finlândia falando sobre O Tecelão Rodrigo que fincou raízes na cidade de Penedo, tendo contato com finlandeses que praticamente fundaram essa cidade brasileira (para dizer a verdade – atualmente é um bairro da cidade de Itatiaia) no tocante a Tecelagem manual.

Exibindo P_20170704_102606.jpg

 

Fizemos uma visita ao Rodrigo para conhecer de perto o trabalho impar que realiza, seja dando cursos locais e à distância, até colaborações com trabalhos sociais. Ainda mais, você poderá encomendar um trabalho produzido na tecelagem manual – o que lhe confere uma beleza impar e nos remete a tempos remotos, desde quando se cruzou os primeiros fios do urdume e trama.

Primeiro tear construído pelo próprio Rodrigo, com auxílio de um finlandês autentico especializado nessa área – com diz o Rodrigo em seu Blog – Niilo Valtonen, o primeiro fabricante de teares manuais do Brasil:

Rodrigo tecendo no Tear Finlandês:

A montagem do urdume é trabalhosa, mas vale a pena:

Diz Rodrigo em outro Blog de sua autoria:  “Quando os Finlandêses chegaram aqui em 1929, ficaram encantados com a variedade de fibras naturais e começaram a tecer com todos os materiais que encontravam na natureza: Cipós, palhas de Taboa, hastes de Capituva e a Bucha, que veio a se tornar uma marca registrada do artesanato de Penedo. Era muito comum encontrar os bonés, as sandálias e os tapetes de sauna, tecidos com bucha, num processo muito curioso, pois era necessário tecer com a bucha molhada e macia, e a cada batida do pente espirrava água para todos os lados, os teares ficavam encharcados e as varandas molhadas. Coisas de finlandês vivendo no calor tropical!
Com os outros materiais, eram tecidos jogos americanos, luminárias, descansos de panelas e centros de mesa, que eu continuo tecendo até hoje e são o carro chefe de minha produção”.

Exibindo P_20170704_102659.jpg

E qual a dica que damos? Ir fazer um curso com O Tecelão Rodrigo em Penedo, RJ. Você marca o curso e poderá ficar hospedado(a) na Pousada Rainha da Mata que fica em Penedo e numa alegre caminhada poderá ir a pé até O Tecelão:

Exibindo P_20170704_113725.jpg

É uma pousada nova e alegremente decorada. O café da manhã é muito bom e com pães feitos na própria pousada.

Exibindo P_20170704_113801.jpg

Exibindo P_20170704_082429.jpg

E para almoçar existem várias opções na cidade. Tem um restaurante em que a nutricionalista supervisiona de perto os pratos, sempre no caminho de atender bem. Existem vários pratos disponíveis com carnes e peixes, mas ganha destaque suas opções vegetarianas (lembrando que quando os Finlandeses chegaram, eram vegetarianos – isso em 1925). Pratos com cogumelos frescos e a novidade do nhoque de Inhame.

Restaurante Petit Gourmet:

Mix de cogumelos com verduras orgânicas:

A imagem pode conter: comida

Bom curso, bom passeio e boa comida.

Dornach, Suiça – Antroposofia

Dornach é uma cidade suíça onde o pensador Rudolf Steiner construiu a sede de seu trabalho: Antroposofia.

aa8

Rudolf Steiner

Rudolf Steiner foi um filósofo, pensador, educador, artista. Foi fundador da Antroposofia, da Pedagogia Waldorf, da agricultura biodinâmica e da medicina antroposófica. Steiner dizia que ao se pensar sobre o pensar começamos a fazer acesso a uma consciência diferente da cotidiana

Ele editou as obras científicas de Goethe. Tornou-se profundo conhecedor da obra de Goethe, escrevendo inúmeras obras sobre ele, dedicando-se à explicação do pensamento do autor alemão. Ao mesmo tempo escrevia sobre assuntos filosóficos.

Steiner ele foi o líder da Teosofia na Alemanha, mas rompeu com eles e fundou a Sociedade Antroposófica. 

aa5

Goetheanum é a sede mundial do movimento antroposófico. Localizado em Dornach, Suíça, o centro inclui dois teatros, espaços para exposições e palestras, biblioteca, livraria e os escritórios da Sociedade Antroposófica:

aa4

aa2

Todo o projeto do Goetheanum foi de autoria do Rudolf Steiner.

aa1

aa3

Steiner criou também a Pedagogia Waldorf:

A Pedagogia Waldorf tem como ponto de partida o conhecimento da criança e de seu desenvolvimento em diversos aspectos. Enfoca o ser humano como ente físico, anímico e espiritual. Embasada na concepção de ser humano e mundo desenvolvida pelo filósofo austríaco Rudolf Steiner (1861-1925), essa pedagogia tem como objetivo o cultivo das potencialidades individuais. Leva em consideração a diversidade cultural e se compromete com princípios éticos humanos amplos e gerais. (informações colhidas no site da Antroposofia).

Os conteúdos e atividades visam ir ao encontro das necessidades próprias de cada fase do desenvolvimento dos alunos: Educação Infantil com espaço e tempo para o desenvolvimento de uma infância saudável, sem procedimentos voltados para a alfabetização precoce, os primeiros oito anos escolares do Ensino Fundamental têm, preferencialmente, acompanhamento feito pelo mesmo professor e ensino de aulas de Trabalhos Manuais, Música, Jardinagem, Artes ao longo de todo o currículo.

aa6

A Escola – Microcosmo Social – As atividades sociais fazem da Escola Waldorf Rudolf Steiner, um espaço de encontro em torno do foco de interesse: educação dos alunos. A escola oferece palestras à comunidade escolar, atividades pedagógicas e artísticas permitindo a integração de pais, convidados e professores. As festas escolares, o Bazar Natalino e outras atividades fazem da escola um importante centro de convivência.

Medicina Antroposófica:

A Medicina Antroposófica busca tratar o ser humano considerando sua relação com a natureza, sua vida emocional e sua individualidade.

No Brasil temos a Clinica Tobias:
aa9

Agricultura Biodinâmica:

A horticultura orgânica e biodinâmica tem como base a produção de alimentos sem uso de agrotóxicos e adubos químicos, respeitando os processos ecológicos naturais dos agroecossistemas. A busca atual por mais saúde e qualidade de vida tem aumentado muito a demanda por alimentos saudáveis oriundos destes sistemas agroecológicos. Por sua vez, a agricultura familiar sendo a primeira a atender esta demanda, desenvolveu suas próprias tecnologias com base no saber popular e na agricultura tradicional. Contudo, a melhoria da produção e o uso correto dos recursos naturais nestes sistemas necessitam do desenvolvimento de pesquisas visando conhecer e testar estas e novas tecnologias. Nos últimos 15 anos a demanda por pesquisas em sistemas agroecológicos aumentou muito, cada vez mais o jovem cientista tem se interessado por pesquisas junto aos agricultores familiares.

aa7

 

aa8

Rudolf Steiner gostava muito do trabalho desenvolvido por Goethe -Fausto, de Goethe:

Reforma na Educação? Será que os maiores especialistas em educação, e brasileiros, foram ouvidos?

Muito boa a entrevista do Pacheco, e finalmente alguém que pode falar sobre essa brincadeira de reforma na Educação. Com a palavra o Pacheco: “o Distrito Federal terá a primeira comunidade de aprendizagem do mundo. Será no Paranoá.”
“E agora vou para a Itália. Falar de quê? Dos projetos brasileiros inovadores. Agora é o Sul que está a informar o Norte. O Janine, a quem devo muita admiração, criou um grupo de trabalho que fez um levantamento de projetos inovadores no Brasil. São 178.”
“O ministério se comprometeu perante esses projetos a acompanhá-los e avaliá-los. Mas entrou o novo ministério e acabou tudo. A questão é essa. Desperdício.”
Ancora em Cotia: “Um rapaz diz que está faltando água na favela. Hoje, ele tem uma microempresa de produção de cisternas para colher água da chuva a partir do material do catador. Está livre do tráfico, potente na sua capacidade. Aprendeu ciências, física, hidráulica, português, matemática. O problema é que ao fim de algum tempo, deixam de fazer perguntas.”

A mudança proposta para o Ensino brasileiro feita pelo Governo atual: “Foi feita às pressas, sem debate, mas não me importa, porque é o comportamento comum, infelizmente, do poder público. É um disparate técnico, científico, pedagógico. Por quê? Porque, primeiro, ela é feita dentro do velho modelo, de uma escola sucateada, que justifica a existência do cursinho, que é da mesma natureza. Está condenada a não ter êxito. Já dão quatro dias de aulas de português e matemática e uma só de educação física. É o modelo educacional centrado na escola do século 19, que está errado. Eu não saio dessa. E as pessoas precisam entender que quando criticam o ministro… O ministro, coitado, ele não sabe nada de educação, não tem culpa. Está lá,”

Veja na integra a entrevista do educador português José Pacheco que está dando sopa no Brasil e o Ministério da Educação perde a oportunidade de ouvi-lo. Senhor Presidente do Brasil, é necessário ouvir as propostas do José Pacheco, que é toda baseada em conhecimento de estudiosos brasileiros. A solução está próxima, o Pacheco mora em Brasilia, é só chamá-lo para conversar.

José Pacheco: A educação do futuro irá do Sul para o Norte. Brasil – o berço do ensino moderno, a surgir.

Não canso de compartilhar as palestras do Pacheco. Esse português que adotou o Brasil para auxiliar, dentro do possível, na construção de uma nova Escola. Não deixe de assistir os vídeos.

O trabalho de José Pacheco no Brasil:

“Os projetos humanos contemporâneos não se coadunam com as práticas escolares que ainda temos, carecem de um novo sistema ético e de uma matriz axiológica clara, baseada no saber cuidar e conviver. Requerem que abandonemos estereótipos e preconceitos, exigem que se transforme uma escola obsoleta numa escola que a todos e a cada qual dê oportunidades de ser e de aprender.

Urge humanizar a educação, conceber novas construções sociais de aprendizagem, nas quais se concretize educação integral. Urge constituir redes de aprendizagem, que promovam desenvolvimento humano sustentável. Diz-nos Maturana que a educação acontece na convivência, de maneira recíproca entre os que convivem. Se a modernidade tende a remeter-nos para uma ética individualista, nunca será demais falar de convivência, diálogo e participação, enquanto condições de aprendizagem. Será oportuno falar de… comunidades de aprendizagem.

Mestre em Ciências da Educação pela Universidade do Porto e fundador da “Ecola da Ponte”, em Portugal, referência mundial em inovação pedagógica. É indutor de mais de 100 projetos para uma nova educação no Brasil e colaborador no Projeto Âncora, seguindo o mesmo modelo da Escola da Ponte. É ainda autor de inúmeros livros e artigos sobre educação.”