Errar é humano, perdoar é nossa obrigação.

Muito bonito o reconhecimento do erro cometido pela Equipe da Ferrari. O Massa mostra que é um gentleman. Apesar de ter perdido a corrida reconheceu que o ser humano erra. No afã de conquistar a vitória um dos elementos da Equipe se precipitou e cometeu um erro. E o erro foi perdoado.

É muito importante considerar e dar uma força para a pessoa que erra. Recriminando o erro você estará prejudicando a vida de uma pessoa. Malhar a pessoa, falando que errou, e querendo até penalizá-la não é o caminho correto. Estamos aqui para aprender. Será que a própria pessoa que errou não se sentiu culpada?

O único caminho é focar no acerto para a próxima corrida, no caso.

Veja, o perdão do Massa, transformará o mecânico/ técnico que cometeu o equivoco num dos melhores da Fórmula 1. Ele dificilmente errará de novo.

Parabéns Massa. A vitória não é tudo. Mais importante é a amizade que fica.

Somente com este ato, você é o meu campeão moral da Fórmula 1 em 2008.

Muito interessante, é que a Equipe Ferrari trabalha para que os 2 pilotos fiquem na frente do Hamilton nas próximas corridas. Será que é o caminho. Veja que o Nelsinho bateu para o Alonso ganhar. Isso é que é companheiro de Equipe.

Olho interior

Como é importante nos conhecermos, percebermos nossas reações. Reagimos a qualquer faísca, sem antes nos retirarmos para uma análise interior dos fatos e após a decisão, se necessária.

Às vezes o silêncio é a melhor resposta para qualquer questão.

Em nosso interior existem segredos que somente poderão ser desvendados por nós mesmos. Nenhuma resposta exterior nos trará o conforto e compreensão.

Deserto de Gobi, Mongólia

O deserto Gobi ocupa uma grande parte do sul da Mongólia. Existem poucas dunas no Gobi (diferente do Saara). Grandes planícies cobertas de cascalho e afloramentos rochosos. O clima é pesado, variando de  +40 ° C. no verão a -40 no inverno. Em algumas áreas chove uma vez a cada dois ou três anos. Fortes ventos de até 140 km/h torna-o perigoso na primavera e no outono. Lá se encontram alguns remanescentes selvagens como camelos, asnos e pequena população de ursos Gobi.

Poderíamos dizer que a própria natureza protege este lugar.