Chile, azeites de oliva premium

O Azeite de Oliva está em todas as mesas. Conhecido há mais de cinco mil anos, o azeite sempre foi referência não só na culinária mas também na saúde. Hipócrates considerado o Pai da medicina indicava o Azeite para tratar ferimentos, aliviar dores e como anti-inflamatório. E o Azeite de Oliva tem seu status de amigo do coração por oferecer grande quantidade de antioxidantes que ajudam na saúde do coração e qualidade do sangue. Na qualidade do sangue ajuda no combate ao temível câncer. E nosso sangue tem que manter um ph por volta de 7,40, ou seja, levemente alcalino. Dizem que o sangue neste nível de ph impede qualquer doença.

a5

Ao procurar um azeite nas prateleiras dos supermercados veja sempre se foi obtido por processo mecânico, com extração feita a frio, prensagem a frio. Se estiver grafado no rótulo e o estabelecimento comercial for de confiança pode colocar no carrinho de compras.  Outro detalhe é a acidez que deve ser abaixo de 0,3. Em Portugal utilizam azeite acima de 1% para frituras.
E todos os azeites normalmente são importados da Europa. Porém, os chilenos estão produzindo azeites de ótima qualidade. O Nova Oliva que se faz presente nos supermercados brasileiros tem 0,2 de acidez e primeira prensagem a frio. È um azeito que considero entre os 10 melhores do mercado. Você toma de colher de tão saboroso.

a7
E para ter essa qualidade a região do Chile onde estão localizadas as plantações deve ser especial. Ficam no Valle de Colchagua.

a1

A cidade é Marchigue.

a4

Marchigüe é uma voz Araucária (Mapudungun) que significa “lugar de encantamento”.  Etimologicamente o mapudungún raiz se traduziria como “dez vitórias” (Marichiweu) ou “Dez corujas” (marichiwëd).
Nesse local tão privilegiado numa área com mais de 2.000 hectares estão as oliveiras que produzem 7 variedades de azeitonas. A Olisur colhe suas azeitonas para produzir o melhor óleo, uma mistura de qualidade superior. É um lugar tranquilo, perto da brisa do mar que pode ser sentida no campo.

a2

A construção da fábrica é incrível e tem arquitetura em perfeita harmonia com os seus arredores. Construído com base em materiais totalmente biodegradáveis, o edifício principal impressiona com a sua beleza e funcionalidade.

a3
No processo utilizam tecnologia de ponta e maquinas de última geração. Praticamente em toda produção não existe intervenção humana. Um processo que garante a qualidade do produto e principalmente sua pureza.  Em  horas as azeitonas saem das oliveiras para as cubas de separação e lavagem iniciais.  Maas claro que necessia de profissionais gabaritados para acompnhar e gerenciar todo o processo. Elas vão para as prensas e depois para o processo de separação do azeite da água. Tudo em aço inoxidável.

a6
A Olisur que produz os Azeites da marca Nova Oliva tem controle de 100% do proceso produtivo

O Nova Oliva Classic é um blend composto das azeitonas arbequina e arbosana (ambas de origem espanhola) com grau de madureza média, com intensidade frutada ligeira.

a8

 

1 - drT indica

O Premium de azeitonas colhidas com baixo nivel de madureza e composto das azeitonas frantoio (origem italiana) koroneike (origem grega) coratina (origem italiana e arbequina española resultando um azeite mais intenso.
Se as azeitonas estão muto maduras será produzida uma quantidade maior de azeite, porém com falta de sabor e aroma e perde compostos fenólicos.  A Olisur se preocupa em colher no momento justo, sacrificando rendimento (quantidade) com o fim de obter um produto de máxima qualidade, saboroso e altamente benéfico para a saúde dos seus clientes.
Nova Oliva é parte da Olivos del Sur S.A., reconhecida e premiada mundialmente pelos seus azeites e na vanguarda em termos de tecnologia.

 

Veja o processo do azeite de um produto espanhol:

Restaurante Paiol em Atibaia, SP

1 - drT indica

Em Atibaia, SP tem um restaurante muito especial. É um por quilo de alta qualidade que apresenta (principalmente aos domingos) grande variedade de pratos, muitos grãos, sucos muito bem feitos. Cada prato é tratado como uma obra de arte. O restaurante fica num espaço muito bem elaborado onde foi utilizado o eucalipto auto-clavado. O local tem paisagem com muito verde. Após o amoço ainda pode sentar num caramanchão com trepadeiras lindas.

1b

O Restaurante Paiol funciona de segunda á sexta-feira (11:30 ás 14:30), domingos e feriados (12:00 ás 16:00). Ambiente climatizado com splits Fujitsu. Você poderá levar sua família, seus filhos e amigos. Por volta de 13h o movimento é intenso. Nos domingos um vegetariano tem muitas opções para fazer sua refeição.

1a
Vá pela Rodovia D. Pedro I e entre no viaduto que indica Bairro da Usina.

Estrada Municipal Hisaychi Takebayashi, s/nº, Complemento: Faz. São Jorge

1c

Melhores vegetarianos da cidade

1 - drT indica

Indicamos alguns restaurantes vegetarianos que estão entre o 10 melhores da cidade de São Paulo:

Moinho de Pedra, que é excelente –Endereço: Rua Francisco De Morais, 227 – Chácara Santo Antônio (Zona Sul):

41

40

Lótus que fica na Rua Brigadeiro Tobias, 420, Sta Efigênia – perto da estação da Luz:

37

Bio Alternativa (em Higienópolis e na Alameda Santos – encostado na Livraria Cultura)

42

E na Vila Madalena indicamos o Banana Verde, Rua Harmonia, 278, que é fantástico

1a

Pizzaria Graça di Napolli em Santana

1 - drT indica

Tudo que se faz com qualidade e esmero sob um projeto de alto nível tem grande possibilidade de sucesso. A nova Pizzaria que surgiu em São Paulo é resultado de um projeto além de tudo arrojado. Você até diria mais uma pizzaria, mas se engana.

1d

Os ambientes muito bem elaborados para você saborear se não for a melhor, uma das melhores pizzas de São Paulo e bem diferente.

1e

O diferencial da Graça di Napoli é a massa de preparo artesanal, com fermentação longa e natural e um blend de farinhas de grãos especiais italianos e nacionais. O forno é à lenha e o molho, feito com tomate italiano moído, sem pele, sem semente, sem acidez (o Pomodoro Sgrondata). O visual é o de uma massa fina com bordas aeradas. O resultado: uma massa surpreendentemente mais fina e crocante, que desmancha na boca.

Para cada Pizza e já no cardápio é indicado um tipo de azeite diferente.

Com a mesma massa é feito o Pane della Nonna como entrada.

Realmente a massa é sensacional, macia ao extremo e comer sua borda larga com um azeite de alta qualidade não tem igual. Outro detalhe é que a pizza não é lotada de queijo. Não, é tudo muito bem dosado.

Fica na Rua Dr. Cesar, 704 no bairro de Santana.

São Paulo, SP – a cidade que sabe receber

A população de São Paulo está sempre receptiva aos turistas e visitantes. E quando queremos conhecer uma cidade o mais importante são as pessoas que vivem nessa cidade, esse é o principal contato. Você pode ir nos principais restaurantes da cidade, restaurantes que servem pratos premiados e com chefs nota 10. Sim, é válido ninguém discute. Agora, imagine quantos chefs estão espalhados pela cidade e produzem pratos saborosos e seus restaurantes são frequentados pelos moradores daquele bairro, pessoas simples da cidade. E também analisamos as possibilidades para que os vegetarianos se sintam em casa e saboreiem pratos maravilhosos.

Se o turista quer fazer caminhadas ou conhecer parques São Paulo tem muitas opções:

O Parque do Ibirapuera é muito bonito e frequentado em grande número pelos moradores da cidade. Por exemplo, no Natal as pessoas de todos os bairros da cidade pegam seus carros ou o transporte público e levam sua família, principalmente as crianças para verem a maior árvore de Natal da cidade e as luzes do Parque. Você encontra muita gente nas ruas e isso é bonito de se ver, de estar junto.

sp3

Ele está localizado num dos principais pontos da cidade.

sp4

Você poderá caminhar, jogar bola, alugar uma bicicleta e se divertir. Pode aproveitar para ver algum show no Auditório Ibirapuera.

sp7

e visitar um dos museus que estão localizados no parque:

sp5

MAC – Museu de arte contemporânea:

sp8

Na Oca tem exposições:

sp6

e pode programa uma visita na Bienal:

Outro local para caminhada e passeio é no Parque Villa Lobos, que fica próximo ao bairro de Pinheiros e encostado na marginal do rio Pinheiros:

sp2

sp1Se der tempo conheça o Horto Florestal na zona norte da cidade, onde esta localizado o Palácio do Governo, ´para o governador do estado pode passar suas férias:

sp9

Um local novo no bairro da Vila Guilherme, antigo Parque do Trote, agora conhecido como Parque da Vila Guilherme:

sp10

E na Avenida Paulista, a mais paulista das avenidas tem o Parque Trianon:

sp11

Tem a Orla da Represa Guarapiranga na zona sul:

sp18

Na zona leste tem um lugar interessante principalmente no final do mês de julho onde existem inúmeras cerejeiras que florescem nessa época – Parque do Carmo:

sp15

sp16

O Jardim Botânico fica na zona sul e também é muito bonito:

sp12Ainda tem o Parque da Aclimação, da Luz, da Independência…

E os jardins da Universidade de São Paulo na zona oeste:

sp17

Hospedagem – São Paulo tem muitas opções. Aconselho se hospedar próximo da Avenida Paulista. Ali você tem Metro, ônibus, taxis à vontade. Na região tem muitas lojas, cinemas, livrarias e restaurantes.

Existem preciosidades nos bairros mas tem que garimpar muito. Se puder pagar, o Hotel Emiliano na Oscar Freire. São Paulo tem muitos flats se você preferir.

A cidade de São Paulo tem muitas opções de passeio fora os parques. Não deixe de caminhar e conhecer a Praça da Sé, vá de Metrô. Não tenha medo e durante o dia tem muita gente na região. Outro local é o Vale do Anhangabaú com o prédio central dos Correios.

Caminhe no centro da cidade neste percurso: desça no Metrô Luz e saia pela Rua Florêncio de Abreu, siga até o Largo São Bento. Nesse largo caminhe sobre o viaduto Santa Efigênia:

sp20

Volte para o largo São Bento e siga pela Rua São Bento até o Largo do Patriarca. Você verá o prédio da Prefeitura de São Paulo e se conseguir visitar não perca a oportunidade. A seguir passe no Viaduto do Chá e terminará em frente ao Teatro Municipal. Siga pela Rua Barão de Itapetininga que termina em frente da Praça da República. Dê uma volta na Praça e pegue o Metrô República para voltar.

Outros locais interessantes:

Avenida Paulista:

11

 

E na própria Avenida Paulista, você encontra no Conjunto Nacional a Livraria Cultura

13

e o Masp:

12

Rua Oscar Freire, tem que ir:

 

14

Mercado Municipal:

15

Shopping Iguatemi:

16

Shopping Higienópolis:

17

 

Em breve a cidade de São Paulo terá 3 Arenas para jogos e shows:

do Palmeiras:

18do Corinthians:

 

19

e do São Paulo:

20

Feiras livres – São Paulo tem várias feiras livres mas uma se destaca, a do Pacaembu (em frente ao estádio). E nela você encontra um dos pastéis mais saborosos, o da Maria:

21

Para você conhecer a cidade deve visitar alguns dos bairros mais procurados da cidade para se morar:

Higienópolis:

22

Bairro do Tatuapé na zona leste:

23

Jardim Anália Franco na Zona Leste:

24

Na zona norte, no alto de Santana existem algumas ruas com empreendimentos de alto padrão (Rua Francisca Júlia, Pedro Doll e Doutor Guilherme Cristoffel:

25

Moema:

27Morumbi, onde fica a Sede do Governo Paulista, Palácio dos Bandeirantes:

28

Região da Avenida Faria Lima:

30

Vila Hamburguesa na zona Oeste:

48

Alto da Boa Vista:

31Vila Olímpia:

32

4 edifícios chamam a atenção na cidade:

Edifício que abriga o Instituto Tomie Ohtake em Pinheiros:

33

Sede do Banco Santander (o edifício com maior valor de compra de São Paulo – valor de compra) – fica ao lado do Shopping JK Iguatemi (próximo Faria Lima):

34

Edifício mais caro de São Paulo onde fica o escritório do Google na Faria Lima:

49

Hotel Unique, no Ibirapuera:

50

51

Rua Galvão Bueno na Liberdade (próximo estação Liberdade do Metrô) – restaurantes japoneses e entrepostos deprodutos orientais e naturais (onde você encontra o sino de Bethan à venda):

29

Região Cerealista

Próximo ao Mercado Municipal você encontra os distribuidores de alimentos que atendem os restaurantes da cidade, e onde os preços são competitivos:

44

Mercantil Santa Paula – atacado de queijos, azeitonas, azeites com preços sem concorrência:

45

Restaurantes em São Paulo são inúmeros, mas vamos destacar alguns diferentes e muito bons:

Cantina Biaggio na Avenida Braz Leme (zona norte) – não deixe de experimentar o ravióli de ricota ao catupiry que vem gratinado e perfeito:

35

Pizza boa – também na Avenida Braz Leme: Marco Luccio:

36

Pizza vegetariana, tem 2 endereços:

Na Vila Madalena:

38

Na Granja Viana, bem encostado na cidade de São Paulo 0 Cotia tem o João do Grão, Vila da Mata:

39

Lanche, Hot Dog e Hambúrguer vegetariano é no Prime Dog (24 horas) – tem 2 cozinhas separadas uma só para lanches vegetarianos. O Hot-dog nota 10 de São Paulo (em frente ao cursinho Etapa e ao lado da estação Ana Rosa do Metrô):

43

 

Qunado estiver na Vila Madalena, almoce no Banana Verde e de pois caminhe na Rua Harmonia até a esquina, atravesse a rua e saboreie um delicioso sorvete na Bacio di Latte:

2a

E descendo a rua você chega na Rua Girassol e no número 314 conhece algumas peças lindas em cerâmica da Kimi Nii:

3a

e no mesmo local peças da Renata Porto:

4a

E ainda na próxima quadra pode levar o pão para casa na Le Pain Quotidien, rede belga de padarias, na Rua Wisard, 146

E por falar em Padaria quando estiver na Zona Norte de Paulo passe na Paneteria ZN (dependendo do horário fica lotada).

E a rua mais charmosa da cidade merece uma visita no período noturno, fica próxima da Praça Roosevelt (início da Rua Augusta) – Rua Avanhadava e os restaurantes da Famiglia Mancini – é caro mas imperdível:

sp

E música clássica é na Sala Sâo Paulo:

46

47

Um vídeo antigo dá ideia da Sala São Paulo:

 

O carro a ser alugado deve ser automático para passear na cidade de Sâo Paulo devido os congestionamentos atuais que se explica pelas mudanças feitas no trânsito com faixas para ônibus, que infelizmente ainda não são luxuosos e com ar-condicionado, para que se deixe de usar o carro. A situação da cidade piorou pois antes deveria vir uma nova frota de ônibus, dai sim valeria a pena trocar o carro pelo busão.

Belém do Pará, um passeio que vale a pena

Belém do Pará. Quando falo do Belém do Pará lembro da castanha do Pará que algum cabeça de holofote um dia tentou mudar para Castanha do Brasil. É castanha do Pará e não tem conversa.

Não deixe fora dos seus planos de viagem a cidade de Belém. Sobre violência não precisamos comentar, tem em todo lugar. Sempre atento e com muita humildade seguindo em frente e procurando estar perto das pessoas, conversando, como sempre digo, com o jornaleiro, o caixa do comércio, o garçom, taxista. Aproveite e conheça as pessoas em primeiro lugar, é o mais importante na viagem. E depois…

1o

Em Belém tem muita água. O calor pode ser enfrentado. E um dos lugares fresquinhos fica nas Estação da Docas. Ponto de encontro dos moradores e visitantes. Tive a sorte de contar com uma amiga que nos levou para os principais lugares de Belém. E repasso as dicas neste post.

1l

Primeiro ponto importante. É conhecer os pratos feitos com o:
jambu (agrião do Pará ou da Amazônia),
maniva (que é feita das folhas da mandioca brava – cozida por 7 dias para eliminar sua toxidade em local ventilado) e o
tucupi (a mandioca brava é descascada, ralada, comprimida para retirar o líquido, que depois é cozido para retirar o ácido cianídrico).

Pratos típicos e deliciosos (valem a viagem para Belém):
Tacacá: faz-se a sopa de tacacá com o tucupi e as folhas de Jambu (vegetarianos também tem vez, é só pedir a sopa de tacacá vegetariana)
Maniva (substitui o feijão) é utilizada para fazer a feijoada de maniçoba (difícil encontrar a versão vegetariana)
Pizzas ou pastéis de jambu.

1n

Ainda nas docas tem um item que traz estrangeiros para experimentar. É a Amazon Beer (deveria ter versão sem álcool para motoristas). Inaugurada em 2000, na Estação das Docas, a Amazon Beer é a única cervejaria 100% artesanal do Pará. Nos tonéis de cobre não entram conservantes nem aditivos químicos, somente água, lúpulo, fermento e malte – fórmula que segue rigorosamente a Lei da Bavária, de 1516. Ali são produzidos 6 tipos de cervejas, que atendem aos mais variados gostos e estilos. Cada uma delas com sabor próprio, mas todas com um prazer muito especial.

1m

Vista da cidade a partir do Hotel Hilton:

1k

Museu Gemas do Pará:

1j

1i

Parque mangal das garças:

1h

1g

1f

1e

Teatro da Paz de Belém do Pará. Muito bonito e sempre tem apresentações musicais. No início de junho tem festival de musica clássica.

1d

1c

1b

1a

A música está sempre presente. Nos passeios em barcos, nas docas, etc.

Carimbó, vamos dançar:

Eataly, the best New York…

The perfect culinary combination for a rainy spring day? Hearty farro cooked in the style of risotto with bright spring peas, a spring pea purée, celery root and spring onion at Eataly NYC‘s Le Verdure > http://bit.ly/1imx8vB

Cidade de São Paulo – Zona Cerealista

A cidade de São Paulo além de receber a todos sempre muito bem (cidade que tem um coração enorme) tem regiões muito especiais e que devem ser visitadas. Aos poucos apresentarei algumas dicas de locais muito interessantes.
Na zona Cerealista que fica próxima ao Mercado Municipal tem inúmeros pontos de vendas de produtos alimentícios. Ao lado do Mercado Municipal e no próprio você compra as verduras e legumes e frutas. Atravessando o Rio Tamanduateí você estará na Zona Cerealista. Lá se encontra de tudo no tocante a alimentação e a preços interessantes. Do azeite, passando por cereais e até vinhos importados. Nem se diga de Lojas de produtos Naturais com preços justos a começar pela Casa do Arroz Integral. Mas neste post quero lembra-los de um local muito especial especializado na venda de produtos para Lojistas e principalmente restaurantes. O bacana é que você pode comprar os produtos lá. Os preços são imbatíveis compensando o deslocamento e até viagens de outras cidades. Azeitonas, frutas secas, azeites, laticínios (Provolone Tania, Catupiry, Scala, etc.), alcachofras, macarrão italiano, o melhor pão italiano da cidade São Domingos frescos todos os dias e muito mais.

Mercantil Santa Paula

Lanche rápido e saboroso

Não é bom comer muita fritura. Mas se em algum momento você quiser comer algo gostoso siga estes passos (e não diga nada ao seu nutricionista):

  1. sempre tenha em casa um pouco de cogumelos shitake desidratado em fatias (o importado do Japão é muito bom);
  2. de vez em quando faça algum prato que leve o shitake;

O lanche:

  1. pegue um pouco de shitake e deixe em água filtrada por 10 minutos;
  2. numa frigideira coloque um pouco de manteiga, mistura fresca de alho, cebola e salsinha e frite o shitake (se quiser pode colocar um pouco de champignon de paris fatiado). Quando o shitake estiver tostadinho adicione um pouco de shoyu (de qualidade) e frite mais um minuto.
  3. reserve;
  4. corte umas fatias de queijo minas padrão (a marca só pode ser: Sonia, Scala, Santiago ou Teixeira);
  5. coloque fatias do queijo na frigideira e frite até o lado de baixo ficar cor café com leite;
  6. coloque os cogumelos sobre esse queijo;
  7. vire o queijo para tostar o outro lado (já faça 2 de uma vez pois fica uma delicia);
  8. coloque sobre um pão francês cortado ao meio;
  9. sobre o queijo coloque várias rodelas de tomate italiano bem vermelho (com uma pitada de sal);
  10. coloque 3 folhas de alface americana ou da lisa (prefira a orgânica);
  11. passe do outro lado do Pão um pouco de maione ou requeijão;
  12. feche o pão e coloque num prato;
  13. pegue um copo e coloque leite de cereais com amêndoas (importado da Itália);
  14. vá para um lugar tranquilo e silencioso e mande bala nos 2 lanches que acabou de fazer e de vez em quando um golinho do leite de cereais italiano.